in

20 pessoas sob isolamento profilático em hospital de Lisboa devido ao coronavírus continuam bem

Lisboa, 07 fev 2020 (Lusa) – As 20 pessoas que estão em isolamento profilático no Hospital Pulido Valente, em Lisboa, devido ao novo coronavírus (2019-nCov), continuam bem de saúde e sem sintomas de infeção, afirmou hoje a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

“Estão todos bem e assintomáticos (…), numa situação estável e tranquila”, afirmou Graça Freitas, em conferência de imprensa, em Lisboa, onde foi feito novo balanço sobre o surto de doença respiratória aguda pelo novo coronavírus na China.

O grupo de cidadãos – 18 portugueses e duas brasileiras – chegou no domingo ao aeroporto militar de Figo Maduro, em Lisboa. Todos estiveram na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto.

Com o seu consentimento, vão estar sob isolamento profilático enquanto decorrer o período de incubação (até ao aparecimento de sintomas de infeção) do novo coronavírus. O período, de 14 dias, termina em meados de fevereiro.

Graça Freitas reafirmou hoje que o grupo fará novos testes de despistagem do 2019-nCov nas vésperas do fim do isolamento. As primeiras análises deram resultado negativo.

Na quinta-feira, as quatro pessoas que estavam sob isolamento em instalações no Parque Saúde de Lisboa foram transferidas, a seu pedido, para o Hospital Pulido Valente, juntando-se às restantes 16.

No hospital, em áreas reservadas para o efeito, podem fazer exercício físico e circular no exterior com máscaras de proteção.

A China elevou hoje para 637 mortos e mais de 31 mil infetados o balanço do surto do 2019-nCoV, que começou em dezembro na cidade de Wuhan, colocada sob quarentena, de acordo com dados atualizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Nas últimas 24 horas, registaram-se 73 mortes e 3.151 novos casos.

Além do território continental da China e das regiões de Macau e Hong Kong, há 270 casos de infeção confirmados em mais 24 países e um morto (Filipinas), segundo o relatório mais recente da OMS, hoje divulgado.

A OMS declarou, há uma semana, o surto como uma emergência de saúde pública internacional face ao risco elevado de propagação do novo coronavírus (família de vírus que causa infeções respiratórias como a pneumonia) à escala global.

A emergência internacional implica a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Ex-porta-voz da Judiciária Militar prescinde de fazer declarações na instrução do caso de Tancos

João Geraldo eliminado nos quartos de final do Open de Espanha de ténis de mesa