Mais de 6.000 viagens na rede de bicicletas públicas partilhadas de Lisboa

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A exploração do sistema de bicicletas públicas partilhadas “Gira”, gerido pela EMEL, arrancou no dia 19 de setembro e permitiu percorrer mais de 5.000 km.

Durante o primeiro mês de exploração da rede “Gira – Bicicletas de Lisboa”, que teve início a 19 de setembro, foram realizadas mais de 6 mil viagens nas 100 bicicletas já disponíveis no Parque das Nações.

Entre 19 de setembro e 18 de outubro, foram ainda subscritos 860 passes, dos quais mais de 90 por cento são anuais. Os utilizadores optaram sobretudo por bicicletas eletricamente assistidas (91%).

«Acreditamos que este projeto é um importante contributo para transformar Lisboa numa cidade mais acessível. Há ainda um longo caminho a percorrer, mas estão a ser dados vários passos nesse sentido. Neste primeiro mês de exploração comercial do “Gira” foram realizadas 6396 viagens e percorrido 5.000 km.

Nas últimas duas semanas, registaram-se níveis de utilização equiparáveis à última fase do período experimental do projeto, quando o acesso era ainda gratuito, o que nos deixa bastante satisfeitos», refere Luís Natal Marques, Presidente do Conselho de Administração da EMEL – Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa.

O serviço “Gira” tem três modalidades de adesão: o Passe Anual e o Passe Mensal, destinados apenas a residentes em Portugal, e o Passe Diário principalmente destinado a turistas que passam por Lisboa (No final deste texto está o tarifário em detalhe).

Aos valores de adesão ao serviço, acrescem tarifas de utilização que têm como objetivo promover a realização de viagens pendulares (casa-trabalho ou casa-escola), tipicamente de curta duração, por oposição às viagens de lazer.

A realização de viagens pendulares já é uma realidade no Parque das Nações, principalmente no caso de alguns residentes na zona Norte que se deslocam regularmente em bicicleta para os seus trabalhos em empresas dessa zona, para a Estação do Oriente ou mesmo para ir ao supermercado fazer uma pequena compra.

Como forma de premiar os primeiros aderentes ao serviço, a data de validade do Passe Anual para quem adira ao serviço até ao final do ano 2017 (independentemente da data de adesão), será estendida até ao final de 2018.

A rede “Gira” já está disponível em 10 estações na zona do Parque das Nações, estando previsto o alargamento deste serviço nas zonas de Alvalade e das Avenidas Novas nas próximas semanas.

Qual a sua opinião?