“A mãe não matou o pai…”: Pai de Rosa Grilo diz que neto acredita na inocência da mãe

Rosa Grilo, suspeita da morte do marido, o triatleta Luís Grilo, está a ser ouvida esta terça-feira no Tribunal de Vila Franca de Xira, no processo de custódia do filho de 13 anos.

As famílias de Rosa e de Luís encontram-se em guerra, a lutar pela custódia de Renato. O menor terá dito em tribunal que não quer ficar com a família materna, segundo conta a Impala.

Américo Pina, pai da detida, confirmou que o neto não quer ficar à sua guarda e da avó materna. O pai de Rosa Grilo garante a tia, Júlia Grilo, está a tentar ficar com a guarda total de Renato.

Américo afirma que sempre quis cuidar do neto e até aceita ter guarda partilhada, mas que a irmã do triatleta apenas quer ficar com o sobrinho por interesses financeiros.

O pai de Rosa Grilo disse ainda que o menino de 13 anos acredita na inocência da mãe. O avô de Renato afirma que o neto já falou sobre a mãe e não tem dúvidas: “Avô, a mãe não matou o pai”.

Também o pai da viúva acredita na inocência da filha e garante que não sabe o que a filha fez, mas que não foi ela a atirar sobre o triatleta, segundo conta o Correio da Manhã.

Recorde-se que Rosa e o amante António Joaquim estão presos preventivamente pela execução a tiro de Luís Miguel Grilo, em julho do ano passado.

O triatleta esteve desaparecido mais de um mês e o corpo foi encontrado em agosto, em avançado estado de decomposição já na zona de Avis, no Alentejo.

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados