Afluentes do Douro em Baião repovoados com 17.000 trutas desde 2010

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Os rios Ovil e Teixeira, em Baião, ambos afluentes do Douro, foram repovoados, desde 2010, com cerca de 17.000 trutas, segundo números da autarquia hoje disponibilizados à Lusa.

A jornada de repovoamento que hoje se realizou naquele concelho, no âmbito das comemorações do Dia do Ambiente, permitiu colocar mais 4.000 espécimes.

As ações têm envolvido o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), a Câmara Municipal e centenas de alunos do concelho,

Anabela Cardoso, vereadora da Juventude da Câmara de Baião, disse à Lusa que a autarquia tem uma “grande preocupação” com o ambiente, recordando que se trata do concelho mais verde do distrito do Porto.

A ação de hoje envolveu cerca de 50 alunos, dos seis aos 14 anos de idade, dos agrupamentos de escolas do concelho.

“Esta ação é uma forma de alertar as crianças para o meio ambiente, que depois ajudam na atividade educativa com os pais”, sinalizou a vereadora.

Para os próximos anos, acrescentou, estão previstas mais ações de repovoamento.

Antes da repovoação, os alunos assistiram a uma explicação sobre a ação, pela técnica do pelouro do Ambiente da Câmara de Baião, Luísa Borges, e puderam tocar nas trutas e colocá-las nas linhas de água.

Qual a sua opinião?