Aluna faz “amor” com professor antes da dissertação

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um professor de arte foi acusado de ter relações sexuais com uma aluna, na noite anterior à dissertação final desta.

Jonathan Dronsfield, de 54 anos, e a jovem, de 25, visitaram uma galeria antes de irem juntos para um hotel. A situação ocorreu em Londres, no Reino Unido, em 2011.

O caso foi denunciado pelo ex-namorado da jovem que acusa o docente de abuso de poder. “Tem vindo a ter relações sexuais com alunos. Não sei com que frequência isto acontece, mas sei que os recebe de forma frequente no escritório durante a noite”, escreveu este no mail enviado à direção do estabelecimento universitário.

Segundo o ex-companheiro, a jovem estava a passar por uma fase complicada. “Estava vulnerável e ele tirou vantagem disso”.

Durante a sessão de tribunal, o réu afirmou que o encontro sexual foi acordado por ambos. “Rejeito qualquer afirmação de que abusei do meu poder ou que exerci qualquer tipo de influência sobre ela”, exclamou o mesmo.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

1 Comentário

  1. Anónimo

Comente e partilhe a sua opinião!

Vídeo do dia