Obrigado por visitar o Informa+

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador, fornecer funcionalidades de redes sociais, personalizar conteúdos, anúncios e analisar o tráfego no site. Consente? Pode alterar as suas definições de cookies em qualquer altura.

PUB
Categories: Sociedade
| Em
09/01/2020 12:39

Amante de Rosa Grilo recorda: “Descoberta do cadáver de Luís Grilo foi uma coisa chocante”

António Joaquim, amante de Rosa Grilo, saiu em liberdade depois da juíza do processo considerar não existir justificação para continuar em prisão preventiva.

PUB

Agora, prestes a saber o desfecho do julgamento, deu uma entrevista à SIC, ao programa Linha Aberta.

“Não foi fácil ver a comunicação social fazer juízos de valor, valer-se de argumentos pouco claros, senti isso quase como um ataque pessoal, durante um ano, antes do julgamento”, começou por dizer.

“Sinto-me vítima de uma investigação incompleta que não procurou muitos dos caminhos que devia ter procurado e que se centrou numa teoria que não corresponde à verdade”, afirmou.

“Tentar voltar à liberdade. Tentar pensar num futuro e tentar esquecer algumas coisas. Mas há coisas que não podem ficar escondidas e ha coisas que não podem ficar por explicar”.

“A investigação não explica o que terá acontecido ao Luís e o porquê de eu estar envolvido nisto”, diz revoltado.

António Joaquim recordou o momento em que foi preso.

“É angustiante olhar para uma porta que parece uma parede, não tem puxador”, disse, revelando que partilhava “um pátio muito pequeno” com pessoas “acusadas de crimes sexuais, homicídio e violência doméstica”.

António Joaquim recorda que o mais difícil foi explicar a situação aos seus dois filhos.

“É difícil de explicar a uma criança de sete anos que nem tudo o que passa na comunicação social corresponde à verdade dos factos”.

Sobre Luís Grilo, o amante de Rosa, diz que o apenas viu “uma ou duas vezes” ao logo da sua vida e conta que o desaparecimento do triatleta “gerou uma onda de solidariedade” e que “a descoberta do cadáver foi uma coisa chocante”.

Recorde-se que António Joaquim foi detido em setembro de 2018, acusado de ser autor do disparo que matou Luís Grilo.

PUB
Gostar da página do Informa+ no facebook. Clique ➜
Partilhar
Mais informação sobre: CrimeLuís GriloRosa Grilo
PUB
Comente. Dê a sua opinião
PUB