in

Autarca quer reabertura imediata de esquadra da PSP de Carnide em Lisboa

Lisboa, 17 fev 2020 (Lusa) — O presidente da Junta de Freguesia de Carnide defendeu hoje a reabertura imediata da esquadra da PSP desta localidade lisboeta, manifestando satisfação com o anúncio do Ministério da Administração (MAI) Interna sobre a construção de um novo edifício.

Fábio Sousa (PCP) falava à margem de uma concentração junto ao imóvel que foi sede da esquadra e que reuniu moradores e autarcas. Estes, munidos simbolicamente com capacetes de obra, exigiram as chaves da esquadra de Carnide, encerrada em outubro por más condições, disponibilizando-se para fazer as obras necessárias com vista à sua reabertura.

“Aquilo que nós defendemos é que esta esquadra deve ser reaberta no imediato, devem ser feitas obras o mais rapidamente possível”, salientou o autarca.

Durante a tarde, o Ministério da Administração Interna anunciou que tem previsto construir uma nova esquadra da PSP em Carnide, tendo em conta que a atual só pode ser reaberta caso seja resolvido um problema estrutural.

“No interior da esquadra passam os esgotos do prédio e de vários prédios e, periodicamente, estão a saltar as tampas e a ficar entupidos e, portanto, tornam insuportável trabalhar na esquadra ou estar na esquadra”, afirmou o secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís.

O governante avançou que está prevista para Carnide “a construção de uma esquadra de raiz”, estando o MAI a trabalhar nesse sentido.

“Nós vimos [esta] como uma notícia bastante positiva”, declarou Fábio Sousa, considerando fazer sentido construir uma nova esquadra, mas não uma mega esquadra.

“Aquilo que nós defendemos é o policiamento de proximidade, não é a agregação. Para nós não faz sentido uma mega esquadra”, observou, acrescentando que a solução do problema deverá passar pelas “forças vivas locais”, como a junta de freguesia, empresas, associações, escolas e associações de moradores.

Pedro Madureira, de 45 anos e morador desde que nasceu em Carnide, afirmou à Lusa que a freguesia deveria ter mais segurança.

“[A reabertura] é muito importante, muito importante. Traz mais segurança não só aos moradores circundantes à esquadra, como aos membros da faculdade [Universidade Europeia] e ao hospital [da Luz]”, frisou, considerando que desde que a esquadra fechou a “criminalidade subiu” na zona.

Em frente ao edifício que era utilizado pela PSP, o presidente da junta de freguesia revelou que a petição a exigir a reabertura da esquadra teve mais de 4.000 assinaturas, tendo dado entrada na Assembleia da República em janeiro.

Fábio Sousa acrescentou que vai reunir-se com o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (PS), na quarta-feira, para discutir a situação.

No mês passado, sob proposta do PCP, foi aprovada, por unanimidade, uma moção em reunião de câmara.

O documento pede ao MAI que “proceda, de imediato, à realização de todas as obras necessárias na Esquadra 42, da freguesia de Carnide, e à sua reabertura o mais brevemente possível”.

Em 16 de outubro, a esquadra da PSP de Carnide, em Lisboa, foi encerrada na sequência de um relatório da delegada de saúde, que apontava para a falta de condições.

À data, em declarações à agência Lusa, Fábio Sousa disse que a ordem de encerramento da esquadra foi determinada pelo MAI, depois de ter recebido um relatório da delegada de saúde que apontava para problemas relacionados com questões de higiene e saneamento.

“Esta decisão para nós não é uma surpresa, pois tanto a junta de freguesia como a própria PSP já tinham transmitido ao Governo a falta de condições desta esquadra”, referiu na ocasião o autarca comunista.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Messi, Hamilton e Biles vencem Prémios Laureus para desportistas do ano

Vitória de Guimarães vai colaborar com autoridades para identificar atos racistas