Aveiro abdica de cobrar água usada para combater chamas

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A Águas da Região de Aveiro (AdRA) abdica de cobrar a água utilizada pelos particulares para combater os incêndios que afetaram a região de Aveiro nos dias 15 e 16 de outubro, informou esta sexta-feira a empresa.

No referido período, foram utilizados, nas contas da empresa, mais de sete milhões de litros de água para o combate aos incêndios na região.

“Para além das corporações de bombeiros, várias pessoas a título individual utilizaram a rede de abastecimento público para defender as suas vidas, bens e propriedades.

A água utilizada nesse fim de semana será gratuita”, refere uma nota da AdRA publicada no seu sítio de Internet.

Assim, diz a empresa, qualquer cliente que tenha utilizado água para esse fim e venha a receber uma fatura com consumos “anormais”, pode contactar a AdRA para se fazer uma “reanálise da sua fatura”.

Segundo a empresa esta utilização “intensiva” provocou em certos momentos, uma baixa na pressão de água em determinadas zonas.

“De salientar, que várias instalações da AdRA sofreram danos e fomos ainda afetados pelos cortes de energia elétrica e falhas nos sistemas de comunicação, o que agravou a disponibilidade dos nossos serviços de abastecimento de água e comprometeu o atendimento telefónico”, refere a mesma nota.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Qual a sua opinião?