Bebé de três meses morre asfixiado nos braços da mãe

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um bebé de três meses não sobreviveu ontem, na Guia, concelho de Pombal, a uma paragem cardiorrespiratória.

Quando os bombeiros chegaram, encontraram a mãe em manobras de reanimação à criança. Os operacionais uniram esforços com a mãe, mas não conseguiram evitar o pior.

O óbito seria declarado pelos médicos do INEM que se deslocaram ao local para auxiliar na ocorrência.

Por descortinar está ainda a causa que esteve na origem da morte da criança.

“Alguma coisa levou à paragem cardiorrespiratória”, disse, ao Correio da Manhã, Paulo Albano, comandante dos Bombeiros Voluntários de Pombal, a corporação responsável pelo socorro na região.

“O corpo foi transportado para a Medicina Legal [de Coimbra] e só aí conseguiremos ter uma informação certa do que se passou”, frisou o comandante.

O bebé era o segundo filho do casal, ambos com idades a rondar os trinta anos. Depois da tragédia, a família vai ser acompanhada por especialistas.

“Tenho conhecimento que os psicólogos do INEM já estão a acompanhar a família”, assinalou ainda Paulo Albano.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Qual a sua opinião?