Beijo gay censurado no Instagram gera revolta na Intenet

0 18

Um casal de namorados espanhóis publicou, no domingo, uma fotografia no Instagram em que aparecem a dar um beijo. A rede social censurou o beijo, mas um dos homens voltou a publicar a foto que foi partilhada milhares de vezes por outros utilizadores que estão a alertar para os riscos de descriminação no Instagram.

Quando Álvaro Martínez publicou a fotografia em que partilha um beijo com o seu namorado, depois de um passeio pelas ruas de Madrid, estava longe de pensar que ia tornar-se tema de conversa nas redes sociais. É que depois da publicação, o Instagram censurou a imagem com a justificação de que era “inapropriada” e que “atentava contra os direitos dos utilizadores”.

Incrédulo com o que tinha acontecido, Álvaro voltou a publicar a mesma imagem, demonstrando a sua insatisfação contra a atitude da rede social. “Parece que algumas fotos incomodam as pessoas. A inveja sempre foi má companheira do ser humano. Vive e deixa viver. Amar é amar, independentemente da condição sexual”, escreveu.

Também no Twitter perguntou: “Coloco aqui a foto para avaliarem se é inapropriada”.

A fotografia foi rapidamente partilhada nas redes sociais e em poucos dias conseguiu mais 185 mil gostos e 75 mil comentários, em que se podem ler várias criticas ao Instagram, acusando a rede de uma atitude homofóbica.

A verdade é que dois dias depois do incidente, o Instagram mudou de ideias e decidiu desbloquear a fotografia. O rapaz reagiu agradecendo a mudança de postura e o apoio recebido, esperando, ainda, uma justificação por parte do Instagram.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.