Beijo gay censurado no Instagram gera revolta na Intenet

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um casal de namorados espanhóis publicou, no domingo, uma fotografia no Instagram em que aparecem a dar um beijo. A rede social censurou o beijo, mas um dos homens voltou a publicar a foto que foi partilhada milhares de vezes por outros utilizadores que estão a alertar para os riscos de descriminação no Instagram.

Quando Álvaro Martínez publicou a fotografia em que partilha um beijo com o seu namorado, depois de um passeio pelas ruas de Madrid, estava longe de pensar que ia tornar-se tema de conversa nas redes sociais. É que depois da publicação, o Instagram censurou a imagem com a justificação de que era “inapropriada” e que “atentava contra os direitos dos utilizadores”.

Incrédulo com o que tinha acontecido, Álvaro voltou a publicar a mesma imagem, demonstrando a sua insatisfação contra a atitude da rede social. “Parece que algumas fotos incomodam as pessoas. A inveja sempre foi má companheira do ser humano. Vive e deixa viver. Amar é amar, independentemente da condição sexual”, escreveu.

Também no Twitter perguntou: “Coloco aqui a foto para avaliarem se é inapropriada”.

A fotografia foi rapidamente partilhada nas redes sociais e em poucos dias conseguiu mais 185 mil gostos e 75 mil comentários, em que se podem ler várias criticas ao Instagram, acusando a rede de uma atitude homofóbica.

A verdade é que dois dias depois do incidente, o Instagram mudou de ideias e decidiu desbloquear a fotografia. O rapaz reagiu agradecendo a mudança de postura e o apoio recebido, esperando, ainda, uma justificação por parte do Instagram.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!

Vídeo do dia