Câmara do Porto prepara Plano de Mobilidade para a noite de São João

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A autarquia recomenda a todos os que desejam participar nos festejos da noite de São João no Porto a utilização dos transportes públicos. Metro, STCP e CP reforçam serviços na noite de 23 para 24 de junho, garantindo deslocação com maior rapidez, segurança e conforto.

Este reforço surge no âmbito do Plano de Mobilidade da Câmara e responde à necessidade de se impedir o trânsito nos palcos maiores das celebrações: Baixa e Centro Histórico.

A partir das 20 horas do dia 23, sexta-feira, há corte integral de circulação ao longo da marginal do Douro, a partir da Rua D. Pedro V.

A elevada concentração de pessoas que quer assistir ao tradicional espetáculo de fogo de artifício na Ribeira, a partir da meia-noite, e a necessidade de garantir a segurança de todos explicam a interdição. Mais cedo, a partir das 18 horas, encerra-se o tabuleiro inferior da Ponte Luís I.

Também a partir das 20 horas de 23 e pela madrugada de 24, há condicionamentos de trânsito no perímetro do centro da cidade, na área delimitada pelas ruas de D. Pedro V, Álvares Cabral, Gonçalo Cristóvão ou S. Victor, entre outras.

Ao longo do período de condicionamentos, são abertos corredores de passagem para a circulação de veículos prioritários e alguns autocarros da STCP, conforme se expõe no mapa em anexo.

Fora do perímetro de restrições à circulação automóvel, dá-se aos automobilistas a possibilidade de utilizarem o Andante em vários parques de estacionamento da cidade, ao longo da noite e por valores reduzidos.

Deixar o automóvel em casa mostra-se, no entanto, como a melhor opção.

Para que tal seja possível, a Metro do Porto vai manter as suas linhas ativas e com frequência reforçada de veículos, até de madrugada. Também a STCP efetua prolongamento ou reforço de várias das suas linhas regulares. Já a CP responde com 24 comboios especiais até à Estação de São Bento.

Qual a sua opinião?