in

Casamento com 130 pessoas em Aveiras de Cima na origem de surto ativo

Um casamento com 130 pessoas em Aveiras de Cima, Azambuja, está na origem de um surto ativo de covid-19, tendo sido identificados até ao momento 26 casos positivos, avançou hoje a ARS de Lisboa e Vale do Tejo.

Numa resposta enviada à agência Lusa, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) indica que existe um surto ativo de covid-19 associado a um casamento realizado num restaurante em Aveiras de Cima, no distrito de Lisboa, tendo o foco começado num caso positivo de um funcionário de uma padaria em Alenquer (concelho vizinho da Azambuja), cujo proprietário é pai do noivo.

Segundo a ARSLVT, estiveram presentes no casamento alguns colaboradores dessa padaria o que aumentou a transmissão do vírus.

A ARS de Lisboa e Vale do Tejo refere que “foram realizados testes a todos os convidados, DJ`S, fotógrafos e staff do restaurante e isolados todos os contactos de alto risco num espaço de 48 horas”.

Segundo a ARSLVT, a maioria dos casos positivos que surgiram neste surto foram “contactos de alto risco” e testaram positivo quando já estavam em isolamento.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo refere ainda que foram testadas 130 pessoas e, até ao momento, foram identificados 26 casos positivos.

A notícia do casamento que provocou um surto de covid-19 duas semanas depois foi avançada pelo Jornal de Notícias.

Desde o início da pandemia Portugal já contabilizou 844.811 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 17.017 mortes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.445.582 mortos no mundo, resultantes de mais de 165,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Sugestões para ti