Mais de cem dinossauros começam a ser montados no futuro Dino Parque da Lourinhã

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Mais de uma centena de modelos de dinossauros em tamanho real vão começar na segunda-feira a ser montados no Dino Parque da Lourinhã, a abrir no início de 2018, anunciaram hoje os promotores do projeto.

A empresa Parque dos Dinossauros da Lourinhã, com capitais alemães, detentora do projeto, informou em nota de imprensa que 13 camiões partiram hoje da Alemanha e deverão chegar na segunda-feira à Lourinhã, com modelos de dinossauros.

Entre eles, encontram-se o herbívoro ’diplodocus’, com mais de 20 metros, o carnívoro bípede ‘torvosaurus’ (oito metros), do Jurássico Superior, há cerca de 150 milhões de anos, o terópode ‘neovenator’ (seis metros) ou o herbívoro ‘parasaurolophus’ (oito metros), do Cretáceo, entre os 145 e os 66 milhões de anos.

A montagem dos animais, que vão ficar expostos no jardim do Parque dos Dinossauros a partir de 2018, data em que está prevista a inauguração, decorre entre segunda-feira e dia 08 de setembro no recinto das obras.

O Dino Parque será o maior museu ao ar livre de Portugal e um dos maiores parques temáticos de dinossauros da Europa, que vai mostrar mais de 120 modelos de dinossauros à escala real.

O espaço ao ar livre vai ter quatro percursos distintos, correspondentes a quatro diferentes períodos – Devoniano, Triássico, Jurássico e Cretáceo – conduzindo os visitantes a uma viagem de milhões de anos.

O Dino Parque vai ocupar, na primeira fase, dez dos 30 hectares do terreno onde funcionou a antiga lixeira municipal.

O investimento de 3,5 milhões de euros contempla a construção de um edifício com área de exposição de achados paleontológicos, loja e laboratório de preparação de fósseis e de um parque ao ar livre, onde os modelos de dinossauros vão ficar expostos.

O parque deverá receber por ano 200 mil visitantes, número muito superior ao do atual museu (25 a 30 mil pessoas), onde a exiguidade do espaço impede a exposição de todo o espólio já encontrado.

Numa fase inicial, o projeto vai criar 20 novos postos de trabalho.

Para promover a ‘Capital dos Dinossauros’ e anunciar a chegada do Dino Parque, os promotores e a câmara municipal colocaram este ano 18 modelos de dinossauros espalhados pelas ruas da Lourinhã.

Nas últimas décadas, os paleontólogos descobriram fósseis de dinossauros, pertencentes a várias espécies, e o maior ninho dos dinossauros com os mais antigos embriões até então encontrados, que colocam a Lourinhã na rota mundial da paleontologia.

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?