in

Centeno avisa que não deixará prejudicar Novo Banco por debate parlamentar “sem sentido”

Lisboa, 14 mai 2020 (Lusa) – O ministro das Finanças avisou hoje que não irá deixar que uma instituição bancária de portas abertas como o Novo Banco seja prejudicada por “um debate parlamentar sem qualquer sentido”, deixando sem resposta perguntas sobre se está demissionário.

Foi apenas na reta final do debate na Assembleia da República dos Programa de Estabilidade e Nacional de reformas que Mário Centeno foi diretamente questionado sobre a recente injeção de dinheiro público de 850 milhões de euros no Novo Banco.

“Não permitirei enquanto ministro das Finanças que uma instituição bancária com as portas abertas possa ser prejudicada por um debate parlamentar sem qualquer sentido”, disse, acrescentando que não se pode confundir o que foi a resolução do BES com a instituição Novo Banco.

Depois de ser desafiado pelo deputado do PSD Álvaro Almeida a dizer se “era um ministro de faz de conta” e qual seria “o preço a pagar” pela reafirmação da confiança política do primeiro-ministro, Mário Centeno respondeu no mesmo tom.

“Para fazer esse desempenho de faz de conta espero que tenha pago um preço baixo para estar nessa bancada, senão foi enganado”, disse, levando Álvaro Almeida a pedir a defesa da honra.

O ministro das Finanças reiterou ainda que “não houve nenhuma injeção de capital no Novo Banco sem auditorias”.

“Podemos e devemos tomar decisões com o máximo de informação disponível, mas não há ausência de controlo”, assegurou.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Visitantes procuram calma e paz no Oceanário de Lisboa

Catarina Martins diz que compromisso de Mário Centeno é fazer Orçamento Suplementar