Charles Bradley & His Extraordinaires, Cigarettes After Sex e Aldous Harding são as primeiras confirmações do Vodafone Mexefest

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

O Vodafone Mexefest regressa a Lisboa nos dias 24 e 25 de novembro, transformando umas das principais artérias da capital na montra perfeita para ouvir, e descobrir, alguns dos artistas mais entusiasmantes do momento.

A encabeçar as primeiras confirmações para o Festival que todos os anos mexe com a cidade, destaque para o aguardadíssimo Charles Bradley & His Extraordinaires, cumprindo a promessa que manifestou no ano passado – quando se viu obrigado a cancelar a atuação no Vodafone Mexefest – de regressar ao Festival. Cigarettes After Sex e Aldous Harding juntam-se à soul de Charles Bradley nestas primeiras confirmações.

Em 1962, o jovem Charles Bradley ouviu a voz do mítico James Brown e foi aí que se deu o encontro com sua própria vocação. Muito mais tarde, quando se apresentava como “Black Velvet”, num tributo ao próprio James Brown, foi descoberto por Gabriel Roth, co-fundador da Daptone Records. E para provar que nunca é tarde, em 2011 editou o seu primeiro disco: “No Time For Dreaming”.

Entretanto já se seguiram mais dois álbuns, o último dos quais “Changes”, editado em 2016. A vida nem sempre fácil de Charles Bradley acrescentou grão àquela que agora é uma das melhores vozes americanas da atualidade. O documentário “Soul of America”, realizado por Poull Brien, mostra esse percurso profundamente americano. E não é à toa que Charles Bradley tem o dom de nos transportar para as décadas de 1960 e 1970, parecendo ser a personificação da soul music e do funk em pleno 2017. Uma viagem que – finalmente!, e depois da luta que o afastou dos palcos ao longo de vários meses – poderá ser feita, sem sair de Lisboa, no Vodafone Mexefest.

Os Cigarettes After Sex nasceram no ano de 2008 em El Paso, Texas. Só mais tarde se mudaram para Brooklyn, centro de alguma da melhor música produzida nos últimos anos. A banda liderada por Greg Gonzalez é um exemplo dessa boa música e do poder do YouTube na divulgação da mesma, com os Cigarettes After Sex a saltarem rapidamente do underground para os ouvidos de milhões de pessoas. O primeiro EP, “I”, foi editado em 2012, registo onde podemos encontrar temas tão cativantes como “Dreaming of You” ou “Nothing’s Gonna Hurt You Baby”, uma das canções que explodiu no YouTube.

O primeiro longa-duração da banda chegou já este ano. Um disco homónimo que inclui os singles “Affection” e “K.”. Entre a slow pop e o rock alternativo com ecos de shoegaze, o som dos Cigarettes After Sex recebe a influência de nomes como Trinity Session, Julee Cruise, Red House Painters ou Cocteau Twins. Em novembro os Cigatettes After Sex prometem trazer o seu ambiente pop ao Vodafone Mexefest.

Vem da Nova Zelândia umas das vozes mais originais dos últimos dois anos. Mas os encantos de Aldous Harding não se ficam pela voz: o seu rosto e o seu corpo alimentam uma performance capaz de mostrar vulnerabilidade, sem nunca perder um charme e um carisma irresistíveis. Depois de lançar o seu primeiro álbum em 2015, registo muito elogiado pela crítica, a cantora neozelandesa editou “Party”. Este trabalho, lançado em maio deste ano, foi produzido por John Parish, produtor de PJ Harvey, Perfume Genious e Laura Jean.

Com um lado sombrio transformado em beleza, a música de Aldous Harding é um gothic folk influenciado pelo jazz e até pelo indie rock. Com uma crueza desarmante, aqui as angústias estão todas ao serviço da melhor música. Para conferir em mais uma edição do Vodafone Mexefest.

O bilhete único válido para os dois dias do Festival encontra-se à venda nos locais habituais, pelo preço de 40€ até 31 de agosto, passando para 45€ a partir do dia 1 de setembro e 50€ nos dias do Festival.

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?