in

CHO obtém autorização do MF para obras de remodelação do Serviço de Urgência da Unidade de Torres Vedras

No início da semana, foi autorizado pelo Ministério das Finanças o investimento nas obras de remodelação e ampliação do Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica e áreas circundantes da Unidade de Torres Vedras.

Este projeto prevê a ampliação da atual urgência para a zona do refeitório, aumentando o espaço da atual sala de observação (S.O.), sendo o refeitório transferido para outro local. Estão também programadas obras de reabilitação nos serviços de cirurgia e medicina, bem como a substituição de coberturas, que permitirá solucionar os crónicos problemas de infiltração nesta Unidade hospitalar. Esta intervenção representa um investimento total de 1.610.147 € (um milhão, seiscentos e dez mil, cento e quarenta e sete euros), IVA incluído, financiado em 85% do valor considerado elegível por fundos comunitários.

A concretização destas obras, há muito aguardadas, irá permitir melhorar a qualidade de acolhimento, conforto e atendimento aos doentes que acorrem a esta Unidade Hospitalar, e prevenir as infeções hospitalares. Também os profissionais que diariamente exercem as suas funções neste Serviço irão ver melhoradas as suas condições de trabalho, com melhores instalações e equipamentos, que permitirão aumentar a capacidade de resposta à atividade do Serviço.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste prevê lançar o concurso público em breve.

Em 2020, o Serviço de Urgência Geral da Unidade de Torres Vedras registou 40. 979 atendimentos.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Sugestões para ti