Comissão de fiscalização suspende Bruno de Carvalho

0 4

Presidente reage a nota de culpa com efeitos imediatos para a sua suspensão da liderança do Sporting.

A Comissão de Fiscalização do Sporting pediu esta quarta-feira a suspensão imediata do presidente do clube, Bruno de Carvalho.

A informação foi dada em conferência de imprensa pela comissão nomeada pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, de que fazem parte João Duque, António Santos, Luís Pinto de Sousa, Rita Garcia Pereira e Henrique Monteiro.

Rita Garcia Pereira, dizendo que Bruno de Carvalho tem 10 dias para responder se quiser, explicou a decisão face ao “atropelo da legalidade” que o clube tem vivido nos últimos tempos.

João Duque, outros dos presentes da conferência de imprensa, assegurou que “a suspensão tem efeitos imediatos” e que, depois de empossada, “a comissão de gestão” a nomear por Jaime Marta Soares “terá poderes” para gerir o clube – a quem caberá nomear outro representante para a presidência da SAD, onde aquela Comissão não tem quaisquer poderes de intervenção.

Manifestando desencanto com a decisão tomada, João Duque frisou que a comissão de fiscalização tem a lei do seu lado porque foi nomeada por quem tinha legitimidade para o efeito – Jaime Marta Soares, presidente da mesa da Assembleia Geral.

Rita Garcia Pereira, sugerindo que Bruno de Carvalho “devia refletir seriamente” sobre o que tem feito, disse ainda esperar que haja necessidade de se “recorrer à via judicial” porque, se for preciso, avançarão para a sua remoção coerciva.

Outra consequência da nota de culpa formalizada pela Comissão de Fiscalização é o da anulação da Assembleia Geral agendada por Bruno de Carvalho para o próximo dia 17. “Não existe”, declarou um dos seus membros.

Novos atos aprovados pela Comissão Executiva presidida por Bruno de Carvalho “são nulos” e, referiu João Duque, a comissão espera que nenhum dos funcionários do clube desrespeite as decisões tomadas ao abrigo da lei.

Este artigo foi publicado originalmente no Diário de Notícias

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.