Concerto solidário rendeu um milhão e cento e cinquenta e três mil euros

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

O concerto “Juntos por Todos”, que decorreu terça-feira em solidariedade com as vítimas dos fogos florestais, angariou 1.153.000 euros, revertendo a favor da União de Misericórdias Portuguesas para reforçar o apoio às populações afetadas.

Ao longo de toda a noite de terça-feira, 25 artistas portugueses subiram ao palco do Meo Arena, em Lisboa, para um concerto solidário com lotação esgotada, 14 mil pessoas, e teve na plateia figuras como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

No final do concerto – que foi transmitido em direto e simultâneo pela RTP, SIC, TVI e todas as rádios nacionais -, foi anunciado que os donativos tinham totalizado um milhão e centro e cinquanta e três mil euros para ajudar as populações afetadas pelo incêndio que deflagrou no passado dia 17 no concelho de Pedrógão Grande, no centro do país.

Num dos intervalos da iniciativa, Marcelo Rebelo de Sousa – que foi muito requisitado pelos presentes para as já habitais ‘selfies’ – realçou aos jornalistas que Portugal é “uma grande Nação, uma Nação muito unida, muito solidária e muito antiga”.

“Quer dizer que já passou por muita coisa ao longo de nove séculos. Perda de independência, crises, guerras, catástrofes e ultrapassou sempre, deu sempre a volta por cima”, recordou.

O chefe de Estado enalteceu que a Nação também agora “foi capaz de se unir e de ser solidária” com as populações afetadas pelos incêndios que deflagraram na região Centro, há mais de uma semana, e provocaram 64 mortos e mais de 200 feridos.

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?