Corta pénis e testículos do namorado com tesoura de poda

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Brenda Barattini, uma mulher argentina de 26 anos, foi detida depois de ter cortado o pénis e os testículos ao namorado, de 40 anos, em Córdoba, com recurso a uma tesora de poda.

A polícia ainda está a tentar apurar as motivações para o crime.

A jovem arquiteta terá recebido o namorado, Sergio F, em casa no domingo à noite, altura em que ocorreu o ataque.

A vítima diz que tudo aconteceu durante um jogo sexual, mas o advogado de Brenda alega que foi atacada pelo homem e teve que se defender.

Quando a polícia e os serviços de emergência chegaram ao local, a jovem confessou logo o crime e entregou-se às autoridades, estando em prisão preventiva.

Já Sergio foi levado de urgência para o hospital. Permanece internado mas, segundo fonte hospitalar, está fora de perigo. No entanto não foi possível salvar-lhe os genitais.

“Há uma justificação para o que aconteceu. A informação que recebi dá conta de que a minha cliente foi vítima de um ataque sexual. Ela deixou-o entrar no apartamento porque ele é membro de uma banda e amigo do irmão.

Disse-lhe que ia buscar um instrumento mas, em vez disso, atacou-a e ela tomou medidas defensivas. Se usou ou não força excessiva, terá que ser o tribunal a decidir”, afirma Carlos Nayi, advogado de Brenda.

Já Sergio contou uma história diferente ao seu advogado. “Ele não percebe como isto aconteceu. Eles conhecem-se à muito tempo, foi um encontro marcado.

Eles namoram há alguns meses e estavam no meio de um jogo sexual. O meu cliente estava vendado quando lhe cortaram os genitais com uma tesoura de poda. Há provas no apartamento de tudo o que disse”, afirmou Eduardo Perez.

Brenda ainda não foi formalmente interrogada. Antes de prestar declarações à polícia, a jovem será sujeita a uma avaliação psiquiátrica. Já foram feitos exames para determinar se, de facto, a jovem arquiteta foi vítima de um ataque sexual.

Nas redes sociais, após o caso vir a público, as amigas de Brenda defendem a jovem e garantem que esta foi “violada e humilhada” por Sergio.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?