in

Costa afirma que respeita que Centeno pretenda abrir novo ciclo na sua vida fora do Governo

O primeiro-ministro afirmou hoje compreender e respeitar que Mário Centeno pretenda abandonar o cargo de ministro de Estado e das Finanças e abrir “um novo ciclo” na sua vida, elogiando a sua capacidade de trabalho e humanismo.

António Costa falava em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou o Orçamento Suplementar, ladeado pelo ministro das Finanças cessante, Mário Centeno, e pelo seu sucessor nesta pasta, João Leão, até agora secretário de Estado do Orçamento.

“A vida é feita de ciclos e quero aqui expressar publicamente que compreendo e respeito que o doutor Mário Centeno queira abrir um novo ciclo na sua vida. Este foi um longo ciclo. Pela segunda vez em 46 anos da nossa democracia, um ministro das Finanças cumpriu integralmente uma legislatura de quatro anos”, declarou António Costa.

Em relação aos mandatos no executivo por Mário Centeno, o primeiro-ministro apontou também que, “pela primeira vez na democracia portuguesa, para além de ter cumprido integralmente o mandato de quatro anos, ainda preparou o início da atual legislatura e assegurou a aprovação do primeiro orçamento dessa legislatura, tendo ainda estado na preparação do primeiro e único Orçamento Suplementar do conjunto destes anos”.

Sugestões para ti