in

Covid-19: Air France volta a voos diários Lisboa-Paris e retoma Porto em 06 junho

Os voos da Air France entre Lisboa e Paris voltam a ser diários a partir de 06 de junho, sendo retomadas no mesmo dia as ligações entre Paris e Porto, com três semanais, anunciou hoje a companhia aérea.

PUBLICIDADE

Com a atualização da operação da empresa francesa, após as alterações devido à pandemia da covid-19, “os voos entre Lisboa e Paris-CDG voltam a ser diários a partir de 06 de junho”, passando progressivamente para dois voos diários no final do mês, refere em comunicado.

No Porto, a companhia “retoma os voos entre a Invicta e Paris-CDG em 06 de junho próximo, com três voos semanais, serviço que volta a ser diário a partir de 18 de junho”, aponta ainda, acrescentando que o programa agora divulgado “está naturalmente sujeito à evolução da presente situação”.

Desde 28 de março, a companhia francesa mantém em operação três voos semanais entre Lisboa e Paris-CDG (aeroporto Charles De Gaulle), em avião da família Airbus A320, ao mesmo tempo que a congénere holandesa do Grupo, a KLM, tem estado a operar (e continuará em junho) um voo diário entre Lisboa e Amesterdão-Schiphol, em Boeing B737 (138 lugares).

A Air France diz que, desde o início da crise da covid-19, está a adaptar a sua rede e o seu programa de voos em tempo real e em função das restrições e da procura.

PUBLICIDADE

Até segunda-feira, e desde o final de março, “tem assegurado entre 3% e 5% do seu programa habitual”, concentrando-se na continuidade territorial e em manter uma ligação para os destinos considerados chave, na Europa e a nível internacional, tanto para o transporte de passageiros como de mercadorias, especifica a companhia aérea.

Nesse contexto, a Air France serve 43 destinos atualmente.

Entre hoje e o final de junho, e sujeita ao levantamento das restrições de viagem, a Air France prevê retomar gradualmente os seus voos, com um aumento gradual no número de frequências e destinos, em particular para a França continental, os ‘Departamentos Ultramarinos’ franceses e a Europa.

Este programa de voo vai representar cerca de 15% da capacidade implementada habitualmente neste período e será assegurada por 75 aparelhos da frota da Air France, que totaliza 224 aviões, resume a empresa.

PUBLICIDADE

A Air France informa ainda que, para assistir os seus clientes no âmbito da retoma de tráfego, ajusta regularmente o seu programa de voos, atualizando-o diariamente em todos os canais de distribuição e que os detalhes do programa para julho e agosto serão comunicados no início de junho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 320 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.247 pessoas das 29.432 confirmadas como infetadas, e há 6.431 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou agora a ser o que tem mais casos confirmados (mais de 2,1 milhões contra mais de 1,9 milhões no continente europeu), embora com menos mortes (quase 128 mil contra mais de 168 mil).

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), paralisando setores inteiros da economia mundial, num “grande confinamento” que vários países já começaram a aliviar face à diminuição dos novos contágios.

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Receba notícias de última hora e ainda informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar no gosto ➜  

Deixe uma resposta

Loading…

0

ARTIGOS RECOMENDADOS

Covid-19: Autoridade Marítima vai fazer ações de sensibilização nas praias no fim de semana

Número de desempregados inscritos no IEFP aumenta 22,1% em abril