in

Covid-19: Banco de Portugal prolonga prazo para bancos reportarem evolução do crédito

Lisboa, 23 abr 2020 (Lusa) — O Banco de Portugal divulgou hoje novas normas para reporte de informação pelos bancos, devido ao contexto provocado pela pandemia da covid-19, adiando para junho o prazo de envio de informação sobre a carteira de crédito.

Segundo a carta-circular hoje divulgada, o reporte de informação financeira em base individual e o reporte de informação para fins de supervisão aplicável às sociedades financeiras passa a ter como data-limite 12 de junho, mais um mês do que o prazo anteriormente definido (12 de maio).

A informação sobre empresas incluídas no perímetro de consolidação e sobre a evolução da carteira de crédito, que tinha como prazo 30 de abril, é permitido o envio até 12 de junho.

Já o reporte sobre os planos de financiamento, que devia ter sido entregue até 31 de março, foi adiado para 31 de maio.

O Banco de Portugal já tinha publicado cartas-circulares a prorrogar prazos de reporte de informação.

Na carta-circular de hoje, sobre flexibilização adicional relacionada com o reporte de informação, o regulador e supervisor bancário diz que é de “particular importância” a qualidade da informação financeira e prudencial no atual contexto económico, pelo que “considera adequado, com base num juízo sobre a sua criticidade para o exercício das diversas funções, que possa ser prorrogado o prazo de envio”.

Sugestões para ti