in

Covid-19: Centros comerciais “preparados para cumprir” restrições de acesso

A Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC) garantiu hoje, em comunicado, que as superfícies que representa estão preparadas “para cumprir” as restrições de acesso em vigor a partir de segunda-feira, para fazer face à propagação do novo coronavírus.

Na sequência da publicação da portaria n.º 71/2020, referente a “Restrições no acesso e na afetação dos espaços nos estabelecimentos comerciais e nos de restauração ou de bebidas”, a APCC, através do seu presidente, António Sampaio de Matos, assegura “que os seus associados estão preparados para cumprir” as novas regras, entre as quais o limite máximo de ocupação de quatro pessoas por cada 100 metros quadrados de área destinada ao público.

A APCC diz que os seus associados – atualmente 94 conjuntos comerciais — “têm acompanhado com preocupação os desenvolvimentos desde surto epidemiológico e compreendem a apreensão dos diversos lojistas e seus colaboradores, bem como os pedidos manifestados para o encerramento dos centros”.

A associação informa que tem “um canal de comunicação direto e permanente com a Direção-Geral da Saúde (DGS)” e que os seus associados têm posto em prática todas as medidas decretadas pelas autoridades para fazer face à propagação do novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19.

O novo coronavírus foi detetado pela primeira vez em dezembro, na China, e já provocou mais de 6.400 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ronda os 164 mil, com registo de casos em pelo menos 141 países e territórios, incluindo Portugal.

O epicentro da pandemia provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) deslocou-se da China para a Europa, onde se situa o segundo caso mais grave, o da Itália, que anunciou no sábado 368 novas mortes e que regista 1.809 vítimas fatais.

Em Portugal, a DGS elevou hoje o número de casos de infeção confirmados para 245, mais 76 do que os registados no sábado.

Entre os casos identificados, 136 estão internados, dos quais nove em unidades de cuidados intensivos, e há duas pessoas recuperadas.

Sugestões para ti