in

Covid-19: Circuito de ténis arranca na segunda-feira com melhores portugueses inscritos

A primeira etapa do novo circuito sénior da Federação Portuguesa de Ténis (FPT) arranca na segunda-feira, em Loulé, com alterações devido à pandemia covid-19, contando com a presença de todos os principais atletas portugueses, revelou hoje a entidade.

“O grupo de inscritos é liderado por João Sousa e conta com a presença de todos os grandes nomes do ténis português”, destacou em comunicado a FPT, especificando que a primeira de três etapas vai ser disputada na Vale do Lobo Tennis Academy, no Algarve.

A federação sublinhou que “a lista de inscritos é encabeçada por João Sousa, o número um nacional e atual 66.º classificado no ‘ranking’ mundial masculino, que assim regressa à atividade em Portugal. Será a primeira vez que o vimaranense disputa uma prova do calendário nacional desde que se sagrou campeão nacional absoluto, em novembro de 2017”.

No quadro masculino estão igualmente inscritos Pedro Sousa (110.º), João Domingues (152.º), Frederico Silva (193.º), Gonçalo Oliveira (278.º) e Gastão Elias (532.º), que também vão aproveitar o lançamento do novo circuito português para competirem pela primeira vez desde que os circuitos internacionais foram suspensos, a meio do mês de março, devido à pandemia de covid-19.

Na competição feminina também vão estar presentes as melhores jogadoras portuguesas da atualidade, com destaque para a tricampeã nacional absoluta, Francisca Jorge (579.ª WTA), seguida de Inês Murta (645.ª), Maria Inês Fonte (912.ª), Ana Filipa Santos (1.141.ª) e Matilde Jorge, todas jogadoras que já representaram Portugal na Fed Cup.

“É uma emoção única poder finalmente ver os melhores jogadores portugueses de regresso aos ‘courts’ nacionais. Foi uma paragem muito longa, cheia de grandes incertezas, mas que agora culmina no novo Circuito Sénior FPT, que é efetivamente um balão de oxigénio para jogadores que estão habituados ao ritmo da alta competição”, assinalou Vasco Costa, presidente da FPT.

O dirigente acrescentou que tem vindo a ser implementada, “com grande sucesso”, cada uma das quatro fases da retoma da atividade definidas para minimizar o impacto do novo coronavírus.

E lançou: “O ‘feedback’ que temos dos atletas, profissionais e amadores, é de grande satisfação por poderem voltar a jogar ténis, e isso é o mais importante para a Federação”.

As três etapas do Circuito Sénior FPT distribuem um total de 45 mil euros em prémios monetários e serão disputadas no sistema de ‘round-robin’, com quatro grupos de três tenistas e os vencedores a avançarem para as meias-finais.

Os quadros principais terão 12 jogadores (seis entradas diretas, quatro qualificados e dois convidados), enquanto os quadros de qualificação terão lugar para 32 jogadores e 16 jogadoras.

Depois de Loulé, o circuito segue para o Lisboa Racket Centre (29 de junho a 05 de julho) e para o Tennis Club da Figueira da Foz (06 a 12 de julho), culminando na realização do Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto, de 13 a 19 de julho no Complexo Desportivo do Monte Aventino, no Porto, que é dotado de um ‘prize-money’ (prémio monetário) de 20.000 euros.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 438 mil mortos e infetou mais de oito milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.522 pessoas das 37.336 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Novo Banco: Contrato não prevê injeções de capital devido a pandemia – BdP

Migrantes com medidas de coação de instalação em centros temporários