in

Covid-19: Costa avisa que recusa cortes na política de coesão e no desenvolvimento rural

Lisboa, 06 jul 2020 (Lusa) – O primeiro-ministro manifestou-se hoje contra “linhas vermelhas” nas negociações sobre o fundo de recuperação e Quadro Financeiro Plurianual (2021/2027), mas avisou que recusa cortes na política de coesão ou no segundo pilar da Política Agrícola Comum (PAC).

António Costa falava em conferência conjunta com o chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, em São Bento, depois que questionado se, durante o Conselho Europeu, nos próximos dias 17 e 18, aceita uma redução do montante global previsto na proposta da Comissão Europeia de Quadro Financeiro Plurianual, tendo em vista a obtenção de um rápido acordo ainda em julho.

“Claro que podemos sempre discutir se é um bocadinho mais ou um bocadinho menos, mas há algo que é fundamental: Não deve haver cortes na política de coesão, nem no segundo pilar da PAC. Essas são as linhas fundamentais”, acentuou o primeiro-ministro português.

PMF // SF

Deixe uma resposta

Loading…

0

Cimeira luso-espanhola na Guarda entre final de setembro e início de outubro — Costa

Covid-19: Sem resposta eficaz à doença recuperação económica é mais lenta – Ordem Médicos