in

Covid-19: Doença respiratória grave passa a ser critério para teste – DGS

A doença respiratória grave passou a ser considerada como critério para despistar a infeção pelo novo coronavírus que causa a doença Covid-19, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O anúncio foi feito em conferência de imprensa pela diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, no Ministério da Saúde, em Lisboa.

A doença respiratória grave, como pneumonia, soma-se a outros critérios para testar a presença do novo coronavírus em caso de suspeita, como sintomas (febre, por exemplo), contactos com doentes e área geográfica com contágio ativo.

Em Portugal há 39 pessoas com Covid-19, a maioria na região Norte.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 3.800 mortos.

Cerca de 110 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, mas mais de 62 mil já recuperaram.

A Itália tornou-se no país mais afetado fora da China, com 366 mortos e mais de 7.300 contaminados, estando cerca de 16 milhões de pessoas em quarentena no Norte do país.

O novo coronavírus é uma família de vírus que pode provocar infeções respiratórias, como pneumonia.

Sugestões para ti