in

Covid-19: Espanha regista sete mortes e 134 novas infeções nas últimas 24 horas

Espanha registou sete mortes por covid-19 nas últimas 24 horas e 36 nos últimos sete dias, subindo o número total de óbitos desde o início da pandemia para 28.322, informou hoje o Ministério da Saúde espanhol.

Aquele ministério, citado pela agência EFE, revelou ainda que se registaram no país 134 novas infeções nas últimas 24 horas, elevando o total destes casos para 245.938.

Os dados fornecidos hoje coincidem com o último dia do estado de emergência, o qual foi decretado em 14 de março, quando havia 5.753 pessoas infetadas e 136 mortes por covid-19.

Das 134 novas infeções detetadas nas últimas 24 horas, 45 foram em Madrid, uma comunidade que contabilizou 13 mortes nos últimos sete dias.

Também na última semana, a Catalunha registou 25 mortes, Aragão 18 e a Comunidade Valenciana 11.

Quanto às restantes mortes ocorridas nos últimos sete dias, Castilla-León registrou sete, o País Basco três, Castilla-La Mancha duas, Andaluzia uma e Astúrias uma.

Não houve mortes de doentes com coronavírus nesses últimos sete dias nas comunidades das Ilhas Baleares, Canárias, Cantábria, Extremadura, Galiza, Múrcia, Navarra e La Rioja, além de Ceuta e Melilla.

Por outro lado, oito novas infeções foram reportadas nas últimas 24 horas em Navarra, seis na Andaluzia e outras tantas em Castilla-La Mancha, quatro em Castilla-León, quatro no País Basco, três nas Ilhas Baleares, duas na Extremadura e uma em La Rioja e Galiza, respetivamente.

Ao invés, nenhuma nova infeção foi detetada nas últimas 24 horas nas Astúrias, Ilhas Canárias, Cantábria e Múrcia, bem como nas cidades autónomas de Ceuta e Melilla.

Até sexta-feira, o Ministério da Saúde havia “congelado” o número total de mortos, aguardando que algumas comunidades concluíssem a validação dos seus dados para adaptá-los à “nova estratégia de vigilância” lançada pelo Ministério em 11 de maio.

O Ministério da Saúde admite que as discrepâncias que podem aparecer sobre o total de casos notificados pode resultar da validação dos mesmos pelas comunidades autónomas e a sua transmissão e articulação com a nova estratégia de vigilância.

Assim, o total de casos positivos confirmados em Espanha ascende a 245.938, colocando o país no sexto lugar mundial com mais infetados, atrás dos Estados Unidos (2.178.710), Brasil (1.032.913), Rússia (576.952), Reino Unido (301.815) e Perú (247.925), segundo indicação daquele ministério.

Quanto aos óbitos, com 28.322, a Espanha ocupa também o sexto lugar na tabela negra mundial, sendo apenas superado pelos Estados Unidos (118.365), Brasil (48.954), Reino Unido (42.461), Itália (34.561) e França (29.617).

Deixe uma resposta

Loading…

0

Agravamento da situação económica “não pode implicar” recuo de políticas ambientais – PEV

Covid-19: PCP quer anular despedimentos devido à pandemia