in

Covid-19: Faltam testes e equipamento em Aveiro – Câmara

Aveiro, 01 abr 2020 (Lusa) – A Câmara de Aveiro alertou hoje que no concelho “continuam a faltar testes à covid-19 e material de apoio para os profissionais de saúde”, apesar de ter sido anunciado que seria uma das prioridades na distribuição dos testes.

“A Câmara Municipal de Aveiro (…)vem refutar liminarmente a ideia de que Aveiro ‘surge como prioridade na distribuição geográfica dos testes à covid-19’, afirmação errada que foi induzida por uma informação do Governo emitida no início desta semana”, lê-se no comunicado em que a autarquia diz estar a trabalhar para “trazer ao município e à região o material necessário, nomeadamente e no que diz respeito a testes à covid-19”

Segundo a autarquia, “apenas no que diz respeito a lares de idosos são necessários testes à pandemia para 500 utentes e 350 colaboradores em 12 lares, mas, até ao momento, só foram realizados 50 testes, estando previstos mais 50 hoje, apenas no Lar da Santa Casa da Misericórdia, onde ainda ficam a faltar mais 90 testes, e onde já existem idosos e profissionais positivos e de quarentena/isolamento e já três idosos mortos por covid-19”.

“Compreendemos que, se é assim que se trata um município/uma região prioritário/a, como se estará a tratar os que não são? Para boa gestão deste combate, e para que não existam tensões desnecessárias, defendemos que haja transparência nos números da entrega de logística do Ministério da Saúde pelo território, e meios proporcionais às circunstâncias em concreto em cada município/região”, destaca.

No comunicado, a Câmara de Aveiro, liderada por Ribau Esteves (PSD) assume a preocupação “com o facto de continuar a aguardar a chegada de um camião com material de apoio para os profissionais de saúde, que deveria ter chegado dia 26 ou dia 27 de março, mas que até hoje ainda não chegou”.

“Ontem [terça-feira] mesmo apresentei ao primeiro-ministro essa situação como exemplo do mau funcionamento do Ministério da Saúde, no que respeita ao fornecimento de logística (EPI’s, Testes,…) às suas próprias unidades prestadoras de serviços de saúde”, revela Ribau Esteves no comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 866 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 43 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Portugal com 187 mortes e mais de 8.200 infetados

OE2020: Governo autoriza emissão de dívida pública