in

Covid-19: Governo pretende retoma de todas as modalidades coletivas até ao final de agosto

Lisboa, 21 jul 2020 (Lusa) – João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto, anunciou hoje que o Governo pretende que todas as modalidades de desporto coletivas sejam retomadas até ao final do mês de agosto.

“Temos estado em conversações com o setor e a ideia é que no final do mês de agosto todas as modalidades coletivas possam retomar as suas competições”, disse João Paulo Rebelo em audição na Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, na Assembleia da República.

O secretário de Estado assumiu estar “alinhado” com a preocupação manifestada por diversas instituições em torno da retoma da atividade desportiva nas mais diversas modalidades, frisando que a atenção dada ao tema tem sido a adequada.

“Dar mais atenção ao setor não seria muito fácil. Desde a primeira hora da pandemia, os atletas de alto rendimento e profissionais estiveram sempre excecionados das medidas de confinamento, o que significa que não estiveram impedidos de praticar a sua atividade. Isto aconteceu a 22 de março, ainda antes de sabermos se os Jogos Olímpicos iam acontecer ou não”, recordou João Paulo Rebelo.

O governante lembrou ainda que durante a pandemia de covid-19 foram garantidos o apoio financeiro aos programas olímpico e paralímpico, assim como o financiamento às federações desportivas.

“Quando o movimento desportivo fala em fundos de apoio, objetivamente ainda não conhecemos propostas concretas. É com dinheiro que vamos comprar a confiança dos pais para a retoma desportiva dos seus filhos?”, questionou o secretário de Estado.

João Paulo Rebelo terminou a sua intervenção com a garantia de que tudo está a ser feito para garantir o normal funcionamento das competições e anunciou que recebe na próxima semana o Comité Olímpico de Portugal (COP), o Comité Paralímpico de Portugal (CPP) e a Confederação de Desporto de Portugal (CDP), que na última semana apresentaram uma moção estratégica que indica um conjunto de medidas para revitalizar o desporto nacional.

Recorde-se que o documento, concertado entre as três instituições, agrega sete propostas e começa por pedir a retoma das atividades desportivas, paradas devido à covid-19, em segurança, através do envolvimento das entidades públicas desportivas e das autarquias, num modelo de parceria.

Num segundo ponto, pede-se a inclusão da sustentabilidade da atividade desportiva no plano de revitalização económica e social elaborado pelo Governo, assim como a criação de um fundo especial de apoio ao desporto, com uma recapitalização das federações desportivas de forma a poderem ajudar o movimento associativo de base.

Entre as propostas apresentadas está também a criação de um grupo de trabalho com elementos da administração fiscal, da administração pública e do desporto que estude os apoios aplicados ao setor, e a promoção das políticas de aumento da empregabilidade no desporto e do agente desportivo benévolo.

Por fim, a moção estratégica elaborada pelo COP, CPP e CDP sugere a inclusão do desporto nas propostas de promoção turística que Portugal apresenta para o exterior e, por último, o aumento significativo da mobilização desportiva através do lançamento de uma campanha de promoção e valorização do desporto.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Canil ilegal da Feira com 150 pessoa à porta a reclamar melhores condições para os animais

Covid-19: Madeira mantém oito casos ativos e 94 doentes recuperados