in

Covid-19: Papa pede oração pelas vítimas da pandemia em mensagem a Fátima

O papa Francisco pediu hoje uma oração particular “pelas vítimas sem conta” da pandemia de covid-19, numa mensagem dirigida aos peregrinos de Fátima.

“Uma oração particular, peço-vos – enquanto vos asseguro a minha – pelas vítimas sem conta desta pandemia de covid-19 e por todos os defuntos”, afirmou o papa Francisco, numa mensagem lida pelo bispo de Leiria-Fátima, o cardeal António Marto, durante as celebrações da peregrinação internacional de maio no Santuário de Fátima, que, de forma inédita, decorre sem peregrinos.

Na mensagem, o líder da Igreja Católica recordou os “doentes, pobres e abandonados”, bem como os profissionais e voluntários “empenhados em servi-los”.

“Somos limitados, tão limitados, tão pequeninos que um inesperado vírus pôde facilmente transtornar tudo e todos”, notou.

O papa Francisco recordou também o facto de esta peregrinação a Fátima decorrer sem peregrinos, devido à pandemia.

“Por força das circunstâncias, a 13 deste mês de maio, não vos será possível cumprir na forma habitual a peregrinação até à Cova da Iria. Sei, porém, que aí vos encontrais igualmente, embora apenas de alma e coração”, referiu.

António Marto classificou a carta como uma comunicação “cheia de afeto”, agradecendo o gesto do papa Francisco.

A peregrinação internacional de maio, que começou na terça-feira e termina hoje, realiza-se pela primeira vez na sua história sem peregrinos no recinto do Santuário de Fátima, devido à pandemia da covid-19, estando apenas presentes as pessoas diretamente implicadas nos diferentes momentos celebrativos e alguns convidados.

A nível global a pandemia de covid-19 já provocou mais de 290 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Portugal regista 1.175 mortes relacionadas com a covid-19, mais 12 do que na terça-feira, e 28.132 infetados, mais 219, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Governo vai estudar efeitos da pandemia nas desigualdades de género e violência doméstica

Já foram devolvidos 538 ME de IRS aos contribuintes – Governo