in

Covid-19: Portugal com 1.520 mortos e 37.036 infetados

Portugal regista hoje 1.520 mortes relacionadas com a covid-19, mais três do que no domingo, e 37.036 infetados, mais 346, segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em comparação com os dados de domingo, em que se registavam 1.517 mortes, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 0,2%. Já os casos de infeção subiram 0,9%.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado o maior número de surtos, a pandemia de covid-19 atingiu os 15.128 casos confirmados, mais 300 do que os 14.828 registados no domingo.

Por sua vez, a região Norte continua a registar o maior número de infeções, 17.097.

Já a região Centro contabiliza 3.892 casos confirmados, seguida pelo Algarve (399) e o Alentejo (287).

Os Açores e a Madeira permanecem sem alterações com, respetivamente, 143 e 90 casos confirmados, sendo que a última região autónoma não regista mortes relacionadas com o novo coronavírus.

Por concelho, Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção (2.880), seguido por Sintra (1.934), Vila Nova de Gaia (1.600), Loures (1.447), Porto (1.414), Matosinhos (1.292), Braga (1.256) e Amadora (1.253).

Segundo o documento, 765 óbitos são mulheres e 755 homens.

Por faixa etária, o maior número de mortes regista-se entre as pessoas com 80 ou mais anos (1.023), seguida pela faixa entre os 70 e os 79 anos (292).

Entre a população com idades compreendidas entre os 60 e 69 anos totalizam-se 136 mortes.

Os dados da DGS revelaram ainda 49 mortes na faixa etária entre os 50 e os 59 anos, 17 entre os 40 e os 49 anos, uma entre os 30 e os 39 anos e duas na faixa etária dos 20 aos 29 anos.

Do total de casos de infeção confirmados, 20.902 são mulheres e 16.134 homens.

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (6.214), seguida da faixa entre os 50 e os 59 anos (5.995) e das pessoas com idade compreendida entre os 30 e os 39 anos (5.804).

Entre os casos de infeção confirmados, 431 estão internados, mais doze do que no domingo, e 73 em unidades de cuidados intensivos, mantendo o número dia anterior.

A DGS apontou ainda que, considerando 91% do total de casos confirmados, 38% apresentaram tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 11% dificuldade respiratória.

A aguardar o resultado laboratorial estão 1.241 pessoas e em vigilância pelas autoridades de saúde 30.703.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 433 mil mortos e infetou mais de 7,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Trabalhadores de higiene urbana acusam Câmara de Lisboa de esconder números

Porto defende mudança na lei para reforçar poder da polícia contra tráfico de droga