in

Covid-19: Portugal regista 206 surtos ativos da doença

Lisboa, 17 jul 2020 (Lusa) — Portugal contabiliza atualmente um total de 206 surtos ativos de covid-19, anunciou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido, na conferência de imprensa regular sobre a evolução da pandemia no país.

“Há a referir que temos 41 surtos ativos no Norte, 13 no Centro, 134 em Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Alentejo e 13 no Algarve. Esta é, genericamente, a caracterização da situação epidemiológica do país”, afirmou a governante, na apresentação do boletim diário das autoridades sanitárias, num somatório que perfaz um total de 206 surtos ativos.

De acordo com Marta Temido, observou-se também uma evolução positiva ao nível dos doentes hospitalizados com o novo coronavírus, bem como os que internados que necessitam de cuidados intensivos.

“Resulta ainda do boletim que os utentes que estão hospitalizados são 447, menos 29 do que ontem, o que é um bom indicador. Destes, 67 estão nos cuidados intensivos, menos cinco do que ontem [quinta-feira]”, explicou, esclarecendo que a região de Lisboa e Vale do Tejo concentra 385 do total de 447 internados, ou seja, 86%, e que 302 (68%) estão em hospitais dos cinco concelhos mais vigiados na evolução da doença: Lisboa, Amadora, Sintra, Loures e Odivelas.

Paralelamente, a ministra da Saúde assumiu que o risco de transmissão (RT) calculado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) para os dias 10 a 14 de julho é de 0,96, considerando-o “constante”, mas a “baixar um bocadinho”. A nível regional a distribuição do RT é a seguinte: 1,04 na região Norte, 0,94 na região Centro, 0,94 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 0,89 na região do Alentejo e 1,17 na região do Algarve.

Segundo Marta Temido, as autoridades de saúde continuaram nos últimos dias a “política de deteção precoce dos novos casos através da utilização intensiva de testes de diagnóstico” e revelou que no dia 15 de julho, o último sobre o qual existem dados contabilizados, foram realizados 15.866 testes, dos quais 658 (4,1%) foram positivos.

“Mantém-se a tendência de um número significativo de testes realizado diariamente, com uma percentagem de casos positivos que posso caracterizar ainda de alguma inconstância”, sublinhou, sem deixar de frisar que “nas 19 freguesias que mais têm suscitado a intervenção das equipas de saúde pública se mantém uma diminuição da incidência nos últimos sete dias”, mas que se mantêm as medidas de contenção da propagação da doença.

Portugal contabiliza pelo menos 1.682 mortos associados à covid-19 em 48.077 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Portugal quer chegadas ao Reino Unido sem quarentena o mais breve possível

Quase 6.900 pessoas controladas na fronteira com Espanha entre 01 e 14 de julho