in

Covid-19: Prevenção em lares é prioridade em Lisboa e Vale do Tejo – Duarte Cordeiro

Santarém, 14 abr 2020 (Lusa) — O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, que coordena a execução do estado de emergência na Região de Lisboa e Vale do Tejo, disse hoje que a prevenção, sobretudo nos lares, e a melhoria da comunicação entre setores são prioritárias.

Duarte Cordeiro visitou hoje a Trim NW, produtora têxtil para a indústria automóvel, situada na Zona Industrial de Santarém, que está a reconverter as suas linhas de produção para o fabrico de não-tecido destinado à confeção de batas e fatos de proteção individual, no âmbito do combate à pandemia da covid-19.

Nomeado há uma semana para a coordenação das diferentes entidades que intervêm na região, Duarte Cordeiro afirmou que foi uma “agradável surpresa” ter encontrado planos de contingência preparados, sobretudo no distrito de Santarém, para responder no caso de serem identificados casos de infeção pelo novo coronavírus em instituições, particularmente em lares.

“Temos tido alguns casos, tenho sentido que há prontidão na resposta e que os meios estão preparados”, disse, salientando que tem vindo a trabalhar no sentido de melhorar procedimentos, em particular a comunicação, entre os vários setores, e de ultrapassar a falta de meios.

“O trabalho e o nosso foco vai ser muito a prevenção, nomeadamente ao nível dos lares”, declarou, assegurando que o objetivo é conseguir que estes equipamentos estejam “devidamente preparados para funcionar em período de emergência”.

Isto implica que “têm que ter cuidado com os profissionais que entram e saem, para não serem foco de contágios, que têm que ter muito boa separação do que são os sujos e os equipamentos que são utilizados”.

O objetivo, disse, depois de feito o levantamento de todas as situações, é “começar a testar e verificar que está tudo bem, e, quando não está, ter respostas prontas, saber exatamente para onde encaminhar cada pessoa, se surgir em qualquer ponto do território um caso de alguém que fique doente com a covid-19”.

Duarte Cordeiro assegurou que tem havido um esforço em responder às queixas de falta de equipamento de proteção individual, sublinhando existir já uma melhoria em relação aos “stocks de resposta” na área da saúde e das forças de segurança.

“Noutras áreas temos ainda que reforçar a resposta, nomeadamente nas IPSS”, admitiu, afirmando que “algumas já tiveram remessas de equipamentos”.

A Região de Lisboa e Vale do Tejo abrange integralmente o distrito de Lisboa, a quase a totalidade do distrito de Santarém, cerca da metade do distrito de Setúbal e cerca de um terço do distrito de Leiria.

Duarte Cordeiro foi um dos cinco secretários de Estado designados no passado dia 06 pelo primeiro-ministro como autoridades para coordenar a execução da declaração do estado de emergência no território continental, ao nível local.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 567 mortos, mais 32 do que na segunda-feira (+6,%), e 17.448 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 514 (+3%).

Dos infetados, 1.227 estão internados, 218 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 347 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

 

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Portugueses “cumpriram bem” período da Páscoa – comandante-geral da GNR

Covid-19: Apoio alimentar vai passar a abranger 90 mil pessoas em maio