in

Covid-19: PSP faz primeira detenção por transposição de cerca sanitária em Câmara de Lobos

Câmara de Lobos, Madeira, 22 abr 2020 (Lusa) — Um homem de 55 anos foi detido pela Polícia de Segurança Pública pelo crime de desobediência depois de ter violado o perímetro da cerca sanitária decretada para a freguesia madeirense de Câmara de Lobos, foi hoje anunciado.

De acordo com a nota distribuída pelo Comando Regional da Madeira da PSP, a detenção ocorreu na terça-feira, naquela freguesia (sede do concelho com o mesmo nome), sendo a primeira situação a ser noticiada depois de decretada a cerca sanitária por um período de 15 dias (até 03 de maio), devido ao surgimento de um foco da pandemia da covid-19 no bairro da Cidade Nova.

Os residentes em causa terão estado juntos num convívio na época da Páscoa e vão agora ficar isolados numa unidade hoteleira na zona do Cabo Girão, visto que aquele bairro social tem 600 moradores em cerca de 150 apartamentos.

A cerca sanitária impede a deslocação para as freguesias limítrofes e foi adotada “ao abrigo das medidas de saúde pública impostas pelas autoridades regionais, no quadro da declaração de estado de calamidade na freguesia de Câmara de Lobos e do estado de emergência em todo o país”, refere a nota.

A PSP faz um apelo aos residentes nesta localidade, “aconselhando-os a cumprirem voluntariamente, e para bem da saúde de toda a comunidade, as normas de saúde pública impostas pela cerca sanitária naquela freguesia”.

Em vários órgãos de comunicação social e nas redes sociais têm surgido relatos e imagens de pessoas a desobedecerem à imposição de confinamento.

“Alertamos ainda que a transposição, apeada ou automóvel, dos limites da aludida cerca sanitária corresponde à prática de um crime de desobediência, agravado nos termos da Lei, não havendo lugar a qualquer condescendência nos casos de incumprimentos que sejam detetados pela PSP”, conclui o comunicado da polícia.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 178.500 mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 583 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 785 pessoas das 21.982 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Na Madeira, de acordo com os mais recentes dados divulgados pelo Instituto da Administração de Saúde da região (Iasaúde), na terça-feira, estão reportadas 85 pessoas infetadas no arquipélago, estando apenas três doentes hospitalizados, e 13 já recuperaram.

A freguesia de Câmara de Lobos é a única no arquipélago confinada por uma cerca sanitária.

AMB (DC) // ROC

Sugestões para ti