in

Covid-19: Segurança social recupera 80 mil beneficiários que não teriam apoios

Lisboa, 19 jun 2020 (Lusa) — A ministra do Trabalho estimou hoje que o programa Número de Segurança na Hora (NISS na Hora) permitiu incluir 80.700 pessoas que estariam fora do sistema e excluídas de qualquer apoio social.

No final de uma interpelação do PCP ao Governo na Assembleia da República, a ministra Ana Mendes Godinho falou sobre os apoios sociais em curso para fazer face à crise da pandemia de covid-19 e o “reforço das respostas sociais”.   

Ainda hoje, afirmou, vai ser formalizado um “mecanismo para reforço das respostas sociais” com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que tem “como contrapartida a manutenção dos postos de trabalho e a atualização das comparticipações familiares em função dos rendimentos mais recentes das famílias”.

Outro exemplo é uma medida, o Número de Segurança Social na Hora que já permitiu prazer para o sistema 80.700 pessoas.

São pessoas que “estavam completamente excluídas e estariam excluídas dos mecanismos de apoio”, explicou.

De resto, no discurso de encerramento, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social repetiu os números que já mencionara na abertura, os 780 milhões de euros destinados a 1,2 milhões de pessoas.

Ana Mendes Godinho insistiu que o que “tem mobilizado” o Governo e o seu ministério “é emprego, emprego, emprego.”

“Tudo o que temos feito tem sido para proteger postos de trabalho e garantir a manutenção de emprego, apoiando empresas, apoiando trabalhadores, apoiando famílias”, disse.

 

NS // JPS

Deixe uma resposta

Loading…

0

Filme de David Pinheiro Vicente selecionado para competição de ‘curtas’ de Cannes

Covid-19: Empresas em funcionamento na primeira quinzena de junho sobe para 95% – INE