in

Covid-19: Sporting avança com ‘lay-off’ para evitar despedimentos

Lisboa, 15 abr 2020 (Lusa) — O Sporting avançou com um processo de ‘lay-off’ a 86% dos funcionários do clube para garantir a sustentabilidade e evitar despedimentos, devido à pandemia de covid-19, disse hoje à Lusa fonte oficial dos ‘leões’.

De acordo com a mesma fonte, este processo vai durar, pelo menos 30 dias, durante os quais 60% dos funcionários ‘leoninos’ estão suspensos e 26% sofrem redução salarial e do tempo de trabalho.

“Além de garantir a sustentabilidade, foi a forma de garantir que ninguém, nem mesmo trabalhadores a prestação de serviços [recibos verdes], seria despedido”, sublinhou a mesma fonte.

O setor do desporto tem sido fortemente afetado com a pandemia, com a suspensão, adiamento ou cancelamento de quase todas as competições de todas as modalidades.

A confirmação do ‘lay-off’ do clube ‘verde e branco’ segue-se ao acordo com os futebolistas para uma redução salarial de 40% nos meses de abril, maio e junho e ao ‘corte’ para metade dos vencimentos dos administradores da SAD ‘leonina’, também durante estes três meses.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou quase 127 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Em Portugal, morreram 599 pessoas das 18.091 registadas como infetadas.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Grupo de consumidores reclama por “saque” praticado pela Águas do Alto Minho

Covid-19: Mais de 200 mil testes em Portugal desde 01 de março e acima de um milhão em ‘stock’