in

Covid-19: Surto na Lisnave sobe para 12 casos de infeção

Lisboa, 22 jul 2020 (Lusa)- O surto na Lisnave subiu para 12 casos de infeção, entre os trabalhadores das obras, disse hoje o subdiretor Geral da Saúde na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia de covid-19.

Diogo Cruz afirmou que, dos 72 trabalhadores testados até agora, 12 estão positivos e estão entre os que trabalham nas obras de reparação de navios.

No navio Atlantic Orchard, em reparação no estaleiro da empresa, a tripulação foi testada e não está infetada, adiantou.

Há mais de uma semana, dois técnicos que se encontravam a bordo do navio Atlantic Orchard, ao serviço do armador, começaram a apresentar sintomas da covid-19, fizeram os testes e o resultado foi positivo”, disse à agência Lusa o porta-voz da Lisnave, Humberto Bandeira.

“Estes dois técnicos terão sido contaminados por um outro técnico que, entretanto, já tinha abandonado o navio”, acrescentou Humberto Bandeira, salientando que de imediato foram realizados testes a toda a tripulação e a cerca de uma dezena de trabalhadores do estaleiro, em Setúbal, que tinham estado em contacto com o navio.

De acordo com o porta-voz, os testes realizados permitiram detetar que havia mais um tripulante contaminado. Foi também detetado um trabalhador do estaleiro com covid-19, mas que, segundo a Lisnave, terá sido contaminado em ambiente familiar, pelo que, no total, foram detetados cinco casos de covid-19.

“Os trabalhadores do estaleiro que tiveram testes negativos vão fazer novos testes, para confirmação do resultado, durante a próxima semana”, frisou, reiterando que a empresa continua a laborar normalmente e a cumprir todas as regras de prevenção da propagação da pandemia estabelecidas pela Direção-Geral da Saúde.

“Temos controlo da temperatura à entrada do estaleiro, máscaras e afastamento”, sublinhou Humberto Bandeira.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Orçamento Suplementar da Madeira aprovado na generalidade com abstenção da oposição

Covid-19: Portugal já fez quase 1,5 milhões de testes desde o início da pandemia