in

Covid-19: TAP retoma em setembro cerca de 40% da sua operação normal pré-pandemia

A TAP anunciou hoje que tenciona repor em setembro cerca de 40% da sua operação normal pré-covid 19, com 66 rotas em agosto e 76 em setembro, num total de cerca de 700 voos por semana.

“A TAP está a repor gradualmente a sua operação e tem programados para agosto cerca de 500 voos semanais de ida e volta, num total de 66 rotas. Em setembro, a companhia prevê realizar perto de 700 voos por semana, num total de 76 rotas”, refere a companhia em comunicado.

A TAP aumenta assim a sua oferta em agosto com 18 voos semanais para o Brasil, 20 voos para seis destinos na América do Norte, 44 voos para nove destinos em África, 329 voos para 30 cidades na Europa e 126 voos para seis aeroportos nacionais.

O Porto passa também a contar, em agosto, com ligações a Ponta Delgada, Rio de Janeiro, Newark, Londres, Milão e Zurique, que se juntam às ligações a Paris, Luxemburgo e ao Funchal repostas em julho.

Em setembro iniciar-se-á também a rota Porto – Amesterdão.

A transportadora aérea nacional conta ter em setembro 22 voos por semana para o Brasil, 30 voos em oito rotas na América do Norte, 59 voos para 13 cidades em África e no Médio Oriente, 498 voos para 35 cidades europeias e 159 voos entre seis cidades de Portugal.

“A lista de rotas e voos poderá ser ajustada sempre que as circunstâncias o exijam, face à dinâmica da evolução das imposições e restrições dos vários países, em virtude da evolução da pandemia, bem como da evolução da procura”, refere.

“Mesmo sabendo que o ambiente a bordo é dos mais esterilizados e seguros do ponto de vista do contágio de doenças infetocontagiosas, dada a qualidade do ar e a configuração da cabina, a TAP ajustou as rotinas e implementou novos e reforçados procedimentos, garantindo a todos os passageiros um ambiente ‘Clean&Safe’ em todas as fases da viagem. A saúde e segurança de todos são a prioridade da TAP”, acrescenta a companhia aérea.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Vendedores da Feira da Ladra pedem isenção de taxas até ao fim do ano

Novo vírus ou veneno são hipótese de causa da morte de centenas de elefantes no Botsuana

Sugestões para ti