in

Covid-19: Tenista Guido Pella fala em “erro grave” no falso positivo do seu preparador

O tenista argentino Guido Pella, retirado do Masters 1.000 de Cincinnati pela organização porque o seu preparador físico fora testado positivamente à covid-19, disse hoje que afinal se tratava de um teste negativo e deplorou o “erro grave”.

“O meu preparador físico [Juan Manuel Galván] foi testado negativo e aparentemente nunca teve o vírus. Penso que houve um erro muito grave da parte de alguém e espero que me possam dar explicações pertinentes, porque o que vivi nesta última semana foi muito difícil”, disse Pella, em vídeo divulgado através do Instagram.

O atual 35.º do ranking mundial, de ar abatido, revelou ainda que foi testado cinco vezes só na semana passada, sempre com resultado negativo.

“Ontem, ao meio dia, testaram o meu preparador físico, e, coincidência, deu negativo. Então, imaginem com que disposição acordei”, acrescenta.

Há uma semana o positivo de Galván levou a federação norte-americana de ténis (USTA) a retirar do quadro do torneio (este ano disputado em Nova Iorque) Pella e ainda o boliviano Hugo Dellien, que partilha com o argentino os serviços do preparador físico, por “contacto estreito e prolongado”, impondo-lhes quarentena.

O fim da quarentena só acontecerá na próxima segunda-feira, dia do arranque do Open dos Estados Unidos, também em Nova Iorque, que Pella espera poder disputar.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: SATA retoma ligações áreas entre a ilha Terceira e o Porto em setembro

Músicos portugueses assinam carta aberta contra a xenofobia, o racismo e o fascismo