in

Covid-19: Vendas da Huawei sobem 1,4% no 1.º trimestre para 23,7 mil ME

Lisboa, 22 abr 2020 (Lusa) — As vendas da Huawei aumentaram 1,4% no primeiro trimestre deste ano, para 23,7 mil milhões de euros, face a igual período de 2019, sendo que a margem de lucro líquida foi de 7,3%, indicou hoje a tecnológica chinesa.

“À medida que a covid-19 continua a alastrar à escala mundial, a Huawei está a tomar medidas proativas para garantir a segurança de seus funcionários”, refere a empresa em comunicado, adiantando que as vendas subiram 1,4% até março, para 23,7 mil milhões de euros.

No entanto, em informação disponibilizada na terça-feira na sua página na internet, a Huawai dá nota de que o ritmo de crescimento da faturação no primeiro trimestre foi “muito mais baixo” do que o aumento de 39% registado nos três primeiros meses do ano anterior.

A empresa refere ainda que a margem de lucro líquida que se situou até março em 7,3%, inferior em 0,7 pontos percentuais à registada em igual período do ano passado.

No comunicado hoje divulgado é também referido que a Huawai e sua rede de fornecedores “estão a trabalhar em conjunto para responder aos difíceis desafios enfrentados pela produção e, assim, retomar as operações”, e que os negócios da multinacional “mantêm a sua dinâmica” e que os resultados gerais dos negócios no primeiro trimestre deste ano “estão perfeitamente alinhados” com as expectativas.

Considerando que, face à situação atualmente vivida, que “põe em causa a saúde pública”, as redes assumem-se, cada vez mais, como “uma tábua de salvação” para pessoas de todas as esferas da sociedade, “garantir operações normais de rede é, portanto, de extrema importância”, lê-se ainda no comunicado.

Nesse sentido, a Huawei “está a fazer tudo” ao seu alcance para “ajudar as operadoras a garantir operações de rede estáveis e seguras”.

A multinacional diz também que “está a trabalhar em conjunto com os seus parceiros para responder à intensa utilização das redes que agora se regista por força da atual situação, agravada pelo inevitável distanciamento social, pelo teletrabalho, pela a educação à distância ou pelo aumento do comércio eletrónico”.

Fundada em 1987, desde o início da pandemia da covid-19 que a Huawei e os seus parceiros lançaram, a nível internacional, várias aplicações médicas com tecnologia 5G (quinta geração móvel) e Inteligência Artificial (IA).

A Huawei é uma empresa privada e um dos principais ‘players’ globais em soluções de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e que em Portugal está presente desde 2004.

A multinacional emprega atualmente cerca de 188.000 colaboradores a nível global e opera em mais de 170 países e regiões, servindo mais de três mil milhões de pessoas em todo o mundo.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 178.500 mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 583 mil doentes foram considerados curados.

Sugestões para ti