in

Cristiano Ronaldo marca o 760º golo da carreira e conquista o título de melhor marcador da história

O internacional português Cristiano Ronaldo foi esta quarta-feira decisivo para a conquista da nona Supertaça italiana de futebol por parte da Juventus, ao marcar o primeiro golo do triunfo sobre o Nápoles, por 2-0, na 33.ª edição do troféu.

Na quarta decisão entre as duas equipas na Supertaça, em Reggio Emillia, o avançado luso comprovou o instinto goleador que lhe é característico, inaugurando o marcador aos 64 minutos, ao aproveitar uma bola ‘perdida’ dentro da área napolitana, após um canto marcado por Bernardeschi.

O avançado luso anotou o 20.º golo em 20 jogos, acentuando o estatuto de melhor marcador da ‘Juve’ esta época.

Contudo, o Nápoles, que contou o lateral português Mário Rui no ‘onze’, teve uma flagrante situação para empatar o jogo, aos 79 minutos, só que o ‘capitão’, Lorenzo Insigne falhou uma grande penalidade.

Depois de ter evitado o golo de Hirving Lozano no primeiro tempo, o guarda-redes da Juventus, Szczesny, voltou a vencer o duelo com o mexicano em tempo de compensação e impediu que o jogo fosse para prolongamento.

Na sequência, a Juventus confirmou o triunfo no derradeiro lance da partida, com Juan Cuadrado a conduzir um contra-ataque e a assistir o espanhol Álvaro Morata, que fixou o resultado, aos 90+4 minutos.

Depois de ter perdido o troféu para a Lazio na temporada passada (3-1), a Juventus ergueu a Supertaça pela nona vez na sua história, juntando-a às conquistas de 1995, 1997, 2002, 2003, 2012, 2013, 2015 e 2018.

Este foi o primeiro troféu conquistado por Andrea Pirlo enquanto treinador.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Loading…

0

Morreu médico anestesista do Hospital da Luz em Lisboa infetado com Covid-19

Escolas fecham amanhã. Explosão de casos entre jovens leva Governo a tomar medidas