Categories: Portugal
| Em
10/10/2019 10:38

Depois da morte da pequena Noa, pais deixam mensagem emocionante nas redes sociais: “Quão irónica é a maldita da vida?”

Noa Feteira, a bebé de 13 meses, que sofria da mesma doença da pequena Matilde morreu na noite desta terça-feira.

A notícia foi avançada pelo Correio da Manhã que indica que a menina estava internada nos cuidados intensivos da unidade pediátrica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

A bebé tinha sido notícia há poucos dias uma vez que estava à espera de receber o mesmo tratamento de Matilde, com o medicamento mais caro do mundo, o Zolgensma.

Esta quarta-feira, os pais deram a notícia na página de apoio à menina. A morte da menina aconteceu poucas horas antes de uma reunião que iria definir as datas para o tratamento com o medicamento.

“Teríamos hoje uma reunião com os médicos para discutir a resposta do Infarmed ao Zolgensma, mas a essa mesma hora, deixámos a morgue do hospital.
Quão irónica é a maldita da vida?”

A publicação conta com centenas de mensagens de apoio à família.

Leia aqui na íntegra:

“Amigos da vida real ou virtuais, é com profunda dor, desespero, e tristeza que me cabe dizer-vos aquilo que a maioria já sabe.
Ontem á noite, perdi a minha princesa das fitinhas, a minha meiga e doce Noa.

Nada se assemelha á perda de um filho, muito menos uma filha tão incondicionalmente amada, tão profundamente desejada e tão detalhadamente planeada.

Não tenho palavras para justificar, não tenho forças para criticar, ou capacidade para indagar, apenas sei dizer que isto não podia ter acontecido, não á Noa, não a nós, tínhamos um mundo de conquistas e vitórias pela frente , e de repente a vida decidiu derrubar-nos de vez ao chão.

Teríamos hoje uma reunião com os médicos para discutir a resposta do Infarmed ao Zolgensma, mas a essa mesma hora, deixámos a morgue do hospital.
Quão irónica é a maldita da vida?

A Noa é uma menina feliz, sorridente e marota…se-lo-á sempre, sempre, sempre.

Meu amor, viverás para sempre no meu coração, todos os dias te pegarei ao colo, todos os dias cantarei para ti, te beijarei de bom dia e boa noite, todos os dias te contarei as histórias encantadas que tu adoras.

Há que encontrar forças para conseguir enfrentar os próximos dias, assim me dizem,; mas não vou mentir, não sei como, ou sequer se quero, enfrentar os próximos dias.

Como se sobrevive á perda da melhor coisa da vida?

Obrigada a todos pelo carinho, infelizmente nada pode consolar um coração partido.

Amanhã partilharemos data, hora e local do funeral.

Minha doce Noa, mamã e o papá estão perdidos sem ti…

Até já Koala 🐨 minha princesa guerreira❤️

Redação

O Informa+ é uma publicação periódica online portuguesa que se dedica à divulgação e partilha na internet de notícias, informações importantes e ainda ferramentas úteis para o seu dia-a-dia.