Descida histórica nos combustíveis permite poupar 5 euros ao atestar o depósito

Os postos de abastecimento de combustível em Portugal alteram os preços do gasóleo e da gasolina todas as segundas-feiras. A variação é conhecida às sextas-feiras, o que dá uma margem de manobra para os consumidores decidirem quando encher o depósito do seu automóvel: se antes ou depois da alteração de preços.

A estratégia permite alguma poupança, mas habitualmente muito escassa e inferior a 1 euro por depósito. Esta semana é diferente. A descida que vai acontecer na segunda-feira será histórica, o que permitirá poupanças de vários euros aos automobilistas.

O preço da gasolina simples vai descer até 8 cêntimos por litro, para valores em redor de 1,50 euros. Na segunda-feira atestar um depósito de 60 litros vai custar cerca de 90 euros, o que representa uma poupança de 4,8 euros face aos preços deste domingo.

No caso do gasóleo simples a descida de preços é menos significativa, mas ainda assim considerável. Os cálculos do Negócios, tendo em conta as variações dos combustíveis cotados e no mercado cambial, apontam para quedas de 5 cêntimos por litro. Atestar um depósito de 60 litros na segunda-feira vai representar uma poupança superior a 3 euros.

Com estas descidas, o preço da gasolina vai descer para mínimos de março, pelo que continuará ainda assim acima dos valores registados no início do ano, apesar do fim do imposto adicional em janeiro.

No caso do gasóleo o preço vai recuar para mínimos do início do ano.

Na base de dados do Negócios (com variações semanais desde 2015), não há registo de uma queda semanal de preços tão acentuada.

As variações dos preços que os portugueses pagam pelos combustíveis estão fortemente ligadas à evolução do petróleo nos mercados internacionais. Esta semana a matéria-prima afundou para mínimos de janeiro, devido sobretudo aos receios dos investidores com os efeitos da guerra comercial na economia mundial. Já o euro ganhou face ao dólar devido à perspetiva de descida de juros nos Estados Unidos.

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

Publicado originalmente em: Jornal de Negócios

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados