Desclassificação de canoísta ucraniano vale medalha de ouro a Portugal

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

O ucraniano Igor Trunov foi suspenso por quatro anos por ter acusado positivo num controlo antidoping realizado durante a segunda Taça do Mundo, em Montemor-o-Velho.

Trunov foi desclassificado e terá de devolver as medalhas conquistadas na competição, entre as quais a de ouro na prova de K4 500 metros, que deverá ser atribuída ao quarteto português, composto por Emanuel Silva, David Varela, João Ribeiro e David Fernandes, segundo classificado na final.

O atleta ucraniano, que acusou níveis de testosterona acima dos limites admitidos, foi também desapossado da medalha de prata na prova de K1 200 metros e de ouro em K2 500 metros, bem como a de bronze que conquistou em K2 500 metros na segunda prova da Taça do Mundo, em Szeged (Hungria).

O presidente do organismo regulador da modalidade a nível mundial, o espanhol José Perurena, alertou para a necessidade de “tomar medidas enérgicas” no combate ao “doping”, razão pela qual foi “decidido aplicar a moldura penal máxima” a Trunov.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?