Detido suspeito da morte de segurança da discoteca Barrio Latino

Detectámos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um jovem de 17 anos, suspeito da morte de um segurança da discoteca Barrio Latino, em Lisboa, foi detido este sábado.

A notícia foi avançada pela Sic Notícias.

O suspeito entregou-se e confessou o crime à Polícia Judiciária na tarde deste sábado, avança do “Diário de Notícias”.

Nuno Cardoso, 42 anos, foi baleado na cabeça quando se preparava para entrar no carro, junto à discoteca Barrio Latino, em Lisboa, na sexta-feira, dia 8, cerca das 13 horas.

Tinha terminado o turno de trabalho como segurança, que cumpriu entre as 6 horas e as 13 horas naquele espaço de diversão noturna, que tem horário liberalizado e costuma ser palco de festas que se prolongam após o dia nascer (“after-hours”).

Ao JN, fonte do comando da PSP disse que o segurança foi atingido por um dos frequentadores da discoteca, que tinha sido expulso depois de desacatos no interior.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?