in

Diretora do Museu Gulbenkian sai em agosto e fundação procura nova direção

Lisboa, 16 de jun 2020 (Lusa) – A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, anunciou hoje que a diretora do museu, Penelope Curtis, termina o mandato de cinco anos a 01 de agosto, e o processo para a sua substituição já foi iniciado com um recrutamento internacional.

De acordo com um comunicado da Fundação Calouste Gulbenkian, o processo de recrutamento foi já iniciado, com o objetivo de valorizar a coleção de arte do fundador, promover uma abordagem contemporânea e experimental, criando oportunidades para jovens artistas.

Penelope Curtis, que manterá uma colaboração com a Gulbenkian como curadora até finais de janeiro do próximo ano, será professora convidada no Centre for Advanced Study in the Visual Arts da National Gallery of Art, em Washington, Estados Unidos, a partir da primavera de 2021, acrescenta o comunicado.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Paddy Cosgrave diz que Web Summit “vai avançar este ano em Lisboa”

Portugal recebe 25 refugiados menores até ao final do mês de junho