Documentário: Afinal Jesus Cristo era grego e não judeu

Um documentário produzido pela Amazon, fez revelações surpreendentes sobre Jesus Cristo.

“Conspirações da Bíblia“, contraria a história dada como certa no mundo do cristianismo. No documentário, o “filho de Deus” afinal chama-se Apolónio e é de nacionalidade grega.

“Tanto Jesus como Apolónio eram pregadores e supostamente realizaram milagres no primeiro século depois de Cristo. Ambos são descritos como tendo longas barbas”, conta o Daily Mail, esta segunda-feira.

Apolónio terá nascido na mesma época que Jesus, e teriam muitas semelhanças, como por exemplo realizar milagres, pregar os mesmos ideais e possuírem um grande número de seguidores.

O documentário vai mais longe e afirma que há provas que Apolónio existiu.

“Apolónio supostamente restaurou a vida aos mortos e falou de coisas além do alcance humano. E, ao contrário de Jesus, há evidências que provam que Apolónio realmente existiu”.

“Há, de facto, um homem que pode ser encontrado em textos fora da Bíblia que depois a Igreja não conseguiu erradicá-lo da história. Chama-se Apolónio e nasceu no terceiro ou quarto ano antes de Cristo, em Tyana, na Anatólia. Tornou-se discípulo de Pitágoras renunciando à carne, ao vinho e às mulheres. Não usava sapatos e deixava crescer o cabelo e a barba”.

O documentário está a ser alvo de críticas e não reuniu o consenso por parte do público.

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados