Obrigado por visitar o Informa+

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador, fornecer funcionalidades de redes sociais, personalizar conteúdos, anúncios e analisar o tráfego no site. Consente? Pode alterar as suas definições de cookies em qualquer altura.

PUB
Categories: Mundo
| Em
06/02/2020 12:24

Doente com cancro terminal mata filho de 13 anos

Um homem diagnosticado por um tumor cerebral terminal matou o filho adolescente por achar que a mulher não seria capaz de o criar, depois da sua morte.

PUB

Oleg Drachev, de 40 anos, tentou tirar a vida à mulher, mas esta conseguiu fugir e pedir ajuda. O crime ocorreu em Moscovo, na Rússia.

O homem acabou por ser detido por suspeitas de assassinar o filho, de 13 anos.

O cancro veio abalar a família. Drachev, um engenheiro de profissão, atualmente passava mais tempo com o filho.

Às autoridades alegou que cometeu o crime por temer que ninguém o conseguisse substituir.

PUB
Receba notícias de última hora e informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar gosto ➜  
Partilhar
Mais informação sobre: CancroCrimesRússia
PUB
Comente. Dê a sua opinião
PUB