in

Dois polícias acusados de agressão por empurrem homem de 75 anos em manifestação nos EUA

Dois polícias de Buffalo, no Estados Unidos, foram hoje acusados de agressão, depois de um vídeo os ter mostrado a empurrarem um manifestante de 75 anos que participava numa manifestação de protesto pela morte de George Floyd, no Minnesota.

Robert McCabe e Aaron Torgalski, que se entregaram hoje de manhã, declararam-se inocentes da agressão sujeita a uma pena de segundo grau, tendo sido libertados sem fiança.

O procurador John Flynn disse hoje numa entrevista que os policias “ultrapassaram uma linha”.

Na sexta-feira, os policias foram suspensos, sem direito a salário, depois de uma equipa de televisão ter filmado o confronto do dia anterior, quase no final dos protestos, relata a Associated Press.

O filme mostra um homem identificado como sendo Martin Gugino a aproximar-se de uma fila de polícias com capacetes e bastões nas mãos, enquanto dispersavam os manifestantes na praça Niágara.

Dois policias empurraram Gugino para trás e ele bateu com a cabeça na calçada, vendo-se o sangue a ser derramado, enquanto outros policias passam pelo homem que ficou inanimado no chão.

Um polícia inclinou-se para ver o ferimento na cabeça do homem, mas outro disse-lhe continuar a andar.

O vídeo provocou a indignação nas redes sociais.

“Pelo que vi no vídeo, acho que houve responsabilidade criminal”, disse hoje o governador Andrew Cuomo, em conferência de imprensa.

“O que vimos foi horrível e repugnante e acredito ser ilegal”, afirmou ainda o governador, considerando que o que a procuradoria fez “está certo” e que a aplaude por “agir tão rápido”.

Deixe uma resposta

Loading…

0

FC Porto/Eleições: Primeiro dia contou com 4.036 votantes

Covid-19: Cavaleiros portugueses sonham com “brilharete” nos Jogos Olímpicos