Dono de scooter leva multa por 165 km/h

0 18

Armando Pinho não tem carro, nem carta de condução, mas foi surpreendido com uma multa por excesso de velocidade, na A1, em Coimbra. Segundo as autoridade, o homem conduziu um automóvel a 165km/h, junto à saída para Coimbra-Sul.

“Só tenho uma scooter, não dá mais de 70 km/h e nunca fui com ela para a autoestrada. Nunca conduzi um carro na minha vida, nem sequer estou habilitado para tal, não consigo perceber como é que isto é possível” disse, ao CM, visivelmente indignado, Armando Pinho. O homem recebeu na sexta-feira a coima de 120 euros, pelo correio, em casa, em Aradas, concelho de Aveiro.

“Fui hoje [ontem] à GNR de Aveiro, com um amigo que se ofereceu para ajudar, mas não queriam aceitar a reclamação. Disseram para entregar o caso a um advogado. Se o fizesse, não pagava a multa, mas iria pagar mais de honorários”, lamentou o homem, segundo o qual a GNR acabou por aceitar a reclamação e o pedido de anulação da multa do operário, que agora espera nada ter de pagar.

A matrícula indicada pela autoridade é, de facto, a mesma da moto de Armando. No entanto, foi um carro de alta cilindrada, de cor preta, que foi fotografado pelo radar, a 10 de novembro de 2017. “O Armando estava muito indignado com o facto de receber uma multa, sem sequer ter carta. Eu ofereci-me para ir com ele à GNR”, descreveu o amigo José Reis.

“Neste País é assim, as pessoas recebem as multas para pagar e nem tratam de saber se são legítimas”, concluiu Armando Pinho.

PORMENORES

Matrícula errada: A moto de Armando Pinho tem a matrícula que consta na notificação. Na foto apanhada pelo radar é visível um carro BMW, de cor preta, com a matrícula pouco clara no penúltimo número.

Data da infração: O radar da A1 junto à saída para Coimbra-Sul disparou à passagem do carro a 165km/h, no dia 10 de novembro de 2017, às 11h53. Armando Pinho recebeu a notificação postal na passada sexta-feira.

Viagens curtas: O ex-jogador do Beira-Mar usa a scooter para as viagens até à empresa onde trabalha, em Cacia, a cerca de 5 km de casa. Armando Pinho só faz mesmo pequenas deslocações na mota.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.